Simule e contrate

g1


Estudo, coordenado pela Embrapa, mostra que as mudas de mognos já têm menos alelos do que as árvores mais maduras, o que as tornam mais frágeis. Pesquisadores propõem reprodução artificial da espécie para contornar o problema. Análise no DNA detecta perda de diversidade genética em população de mogno no Acre Tatiana de Campos/Arquivo pessoal Um estudo feito por pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) no Acre usou um método tecnológico para confirmar a fragilidade da espécie decorrente da baixa variabilidade genética do mogno no estado. O estudo publicado no periódico Forest Ecology and Management foi feito em uma área de manejo que fica dentro da Floresta Estadual do Antimary, em Sena Madureira, no interior do Acre. O trabalho se dividiu em dois níveis: análise do DNA de indivíduos já adultos, em fase reprodutiva, e também nas chamados indivíduos juvenis - a nova geração de mognos dentro da área estudada. Houve então a identificação e mapeamento de 83 árvores adultas, com diâmetro mínimo de 43 centímetros, em uma área de 1.650 hectares, e 187 árvores juvenis, em um raio de 20 quilômetros. Uma das pesquisadoras, Tatiana de Campos explica que essa análise molecular é feita por meio da identificação do tamanho de um fragmento de DNA por marcador, que determina o tamanho dos alelos em regiões que são conhecidas como marcadores microssatélites. Essas regiões são usadas para estudos de genética de populações, porque são mais informativas. “O questionamento era ver se de fato houve diferença no DNA das espécies em área que teve manejo florestal e em área que não teve. O mogno não foi cortado em nenhuma dessas áreas, mas apresentava o corte das árvores que estavam ao redor, então queríamos saber: houve alteração na estrutura da população que não teve intervenção humana? Porque essa é a grande vantagem de usar o marcador molecular, essa diversidade no DNA não é algo que você analisa com a simples observação da floresta, então é informação que está sendo carregada e que passa para os descendentes sem nenhum tipo de viés da parte ambiental, porque se você chega e observa a floresta, você vê as mudas, vê o processo de regeneração, mas você não consegue dosar se essa geração tem a mesma diversidade dos pais. Essa é a riqueza que o marcador traz, uma informação que estava escondida aos olhos da pesquisa visual”, explica. Perda da diversidade A conclusão da pesquisa, segundo os estudiosos, é que as mudas próximas às árvores já adultas continham material genético de indivíduos muito próximos, tornando a espécie mais frágil e mais suscetível a fenômenos naturais. “Nós detectamos que essas árvores juvenis têm menos alelos que a população adulta, então quando eles atingirem a idade reprodutiva já existem alelos que eles não estão produzindo mais. Como é uma mensuração direta de alelos que estão relacionados a genes, que conferem características variáveis de população e resistência no campo, o que se detecta é que já existe uma perda de material genético que não vai ser passada para a próxima geração”, explica a pesquisadora. Isso implica que as novas árvores já crescem com uma perda de diversidade genética que a ciência nem conseguiu ainda estudar. “É a perda de material genético que pode conferir características diferentes dos juvenis, então estão cada vez com menos possibilidade de reagir à intempérie ambiental. Porque passam a ter um leque de possibilidades muito menor, porque é como vai responder ao risco de mudança ambiental e de doença. A partir do momento que você passa a perder a variabilidade, você não tem uma maneira de corrigir o aspecto ambiental na forma de expressão dos seus genes, você não tem mais possibilidades divergentes e isso é um gargalo”, pontua. O fato das mudas estarem menos diversas, segundo Tatiana, é resultado de cruzamentos que começaram a ser feitos entre indivíduos com grau de parentesco, ou seja, existe consanguinidade, e é aí que começa-se a perder alelos. “Os pais começaram a ser indivíduos geneticamente próximos, primos, existe já uma relação de parentesco entre a combinação dos gametas que foi levando ao estreitamento dessa base genética”, enfatiza. Uma das alternativas seria a regeneração artificial do mogno Quétila Barros/Arquivo pessoal Regeneração artificial Também integrante da pesquisa, Marcus Vinicio Neves D’Oliveira explica que, mesmo com esse enfraquecimento, o risco de extinção do mogno não existe. “A gente foi ver como fica a potência genética dessa população e tivemos uma notícia boa; a variedade genética dessa população natural era alta, o fluxo gênico ocorria de forma muito boa, mas a notícia ruim é que encontramos sinais fortes de endogamia, que elas têm uma genética de parentes próximos, que não é bom para essa população”, reforça. Para ele, o que o estudo deixa claro é que a exploração comercial do mogno pode ocorrer, mas é necessário adotar técnicas silviculturais para que ocorra a perpetuação da espécie. Uma das alternativas para tentar contornar esse problema, seria a regeneração artificial do mogno, segundo o pesquisador. A prática do manejo florestal é o principal contribuidor para essa técnica. Plantio de mudas em clareiras, onde o mogno se desenvolve melhor, pode minimizar a vulnerabilidade da espécie, de acordo com a pesquisa. “Uma técnica bastante recomendada é a regeneração artificial. Como o mogno se beneficia com aberturas [clareiras abertas na mata], então a gente planta essa espécie com semente coletada na própria região ou de fora, de outros locais do Acre, usando a trilha de arraste que são abertas pelos tratores. Com isso, a gente utilizaria para incrementar e garantir a geração emergente da espécie, que tem uma variabilidade genética alta”, destaca. Pesquisa avaliou árvores adultas e juvenis Sabrina de Oliveira/Arquivo pessoal Corte controlado pelo Ibama Embora o mogno seja uma espécie ameaçada, de acordo com Instrução Normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em vigor desde 2015, planos de manejo florestal prevendo a exploração da espécie podem ser aprovados e executados. Como critérios para a exploração de espécies florestais em situação de vulnerabilidade, a legislação recomenda a manutenção de pelo menos 15% do total de árvores existentes na área manejada, respeitando o limite mínimo de quatro árvores a cada 100 hectares. Inclusive, a pesquisadora Tatiana De Campos diz que esse estudo também sugere estudos de análise genética para orientar o manejo florestal e talvez também criar um plantio de interesse comercial. “Por isso, existe interesse no plantio e esse trabalho é muito interessante para plantio comercial, porque, a partir desses dados, é possível ver na floresta onde coletar as sementes, porque conseguimos identificar quais são as árvores que têm a maior representatividade da diversidade dentro da população inteira e a gente consegue chamar esses indivíduos de matrizes de diversidade. Então, para um trabalho de plantio comercial, nós conseguimos identificar e orientar quais são as áreas mais propícias para iniciar essa base de plantio, que aí essas novas árvores vão ter uma divergência genética que representa a população dentro da floresta, sem precisar coletar todos os indivíduos”, enfatiza. Marcador molecular A Embrapa foi o primeiro laboratório de biologia molecular montado no estado e o único que faz uso do marcador molecular. “Um grupo de pesquisa sequenciou cada espécie, determinou as regiões de microssatélites para que possam ser usadas. Existe espécie que a gente não consegue fazer marcador microssatélite, aquelas que não têm sequenciamento. Esse é um gargalo também, porque, para estudar outras espécies dentro do manejo florestal, precisamos ter esse conhecimento prévio já do sequenciamento de genoma de alguma região”, explica Tatiana. Estudo apontou que população jovem de mogno está perdendo diversidade genética Tatiana de Campos/Arquivo pessoal Mogno O nome científico do mogno é Swietenia macrophylla, da família Meliaceae. A árvore pode atingir facilmente 30 metros de altura. Seu tronco tem, em média, de 50 a 80 centímetros de diâmetro. A espécie pode ser encontrada em toda a região amazônica. Árvore de grande estatura, o mogno tem uma diferença básica em relação às copas clássicas de outras espécies. Embora densa, tem um desenho menos espalhado para as laterais. Conhecida também por aguano, araputanga e mogno-brasileiro, esta árvore quase chegou à extinção em razão da exploração da madeira para mobiliário de luxo, sobretudo fora do Brasil, ou seja, na Europa. VÍDEOS: Acre rural

Procurador municipal Algacir Teixeira de Lima foi morto a tiros, na frente das filhas, em 2015. Dos sete envolvidos, Leomar Bolzani foi o último condenado. Sentença ocorreu nesta quarta (27), no segundo dia de julgamento em Guarapuava. Procurador foi morto quando chegava em casa Reprodução RPC O ex-prefeito de Chopinzinho, no sudoeste do Paraná, Leomar Bolzani, acusado pela morte de um procurador municipal foi condenado a 19 anos e três meses de prisão, nesta quarta-feira (27), em Guarapuava, na região central do estado. Algacir Teixeira de Lima tinha 51 anos quando foi morto a tiros na frente das filhas. O crime ocorreu no dia 16 de março de 2015, enquanto ele chegava em casa. Seis anos após o homicídio, Bolzani foi julgado como mandante do crime, acusado de ter pago R$ 6,5 mil pela morte do procurador, segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR). Conforme a sentença, ele foi condenado por homicídio qualificado, por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. Dos sete acusados de envolvimento, o ex-prefeito foi o último. Os demais também foram condenados. Resultado do julgamento do ex-prefeito de Chopinzinho deve sair nesta quarta-feira (27) À época do ocorrido, o ex-prefeito renunciou o cargo e cumpria prisão domiciliar desde novembro de 2015. O ex-prefeito também foi condenado por improbidade administrativa em 2017, por emprestar máquinas da prefeitura para serviços particulares. Processos como esse teriam sido o motivo do assassinato. O julgamento O julgamento começou começou por volta das 10h de terça-feira (26) e terminou na tarde desta quarta. Devido a gravidade e repercussão do crime, o júri ocorreu outra região a pedido do MP-PR, para garantir a imparcialidade dos jurados. Relembre o caso Ex-prefeito Leomar Bolzani cumpre prisão domiciliar desde 2015, em Chopinzinho Michelli Arenza / RPC À época, a frieza do assassinato chocou a cidade de 20 mil habitantes. Segundo as investigações, o atirador contratado invadiu a garagem do prédio perto do meio-dia. Quando o procurador chegava em casa, junto com as filhas pequenas, ele foi atingido por seis tiros. Poucos dias depois do crime, a polícia prendeu alguns dos envolvidos. O atirador Darci Lopes de Aquino e Elvi Haag Ferreira confessaram a participação e apontaram os mandantes. Tudo foi gravado pelos delegados. A investigação da polícia apontou três núcleos: os executores, os mandantes e os intermediários. Os intermediadores foram os primeiros a serem condenados, com sentença de 15 anos de prisão. A pedido do Ministério Público do Paraná, o julgamento de 2016 foi em Guarapuava, na região central do Paraná, para garantir a isenção júri. Quatro acusados de morte de procurador de Chopinzinho foram julgados e condenados em 2017 Eduardo Andrade/RPC Em dezembro de 2017 teve outro julgamento. Gilvanni Baldissera, conhecido como pardal, que era assessor do prefeito, foi condenado a 17 anos e seis meses de prisão depois da pena ser revisada no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). O atirador Darci Lopes Aquino foi condenado a 10 anos e meio de prisão. A mesma pena recebeu Jeferson Rosa do Nascimento. João Rosa do Nascimento foi condenado a 15 anos de reclusão. Desde a decisão da Justiça para que o ex-prefeito também fosse à júri popular, a defesa dele entrou com vários recursos. Por isso, o julgamento ocorreu após seis anos do crime. Sobre os condenados, Elvi Haag e Darci Aquino tiveram progressão da pena para o regime semiaberto com monitoramento eletrônico. Giovanni Baldissera, o pardal, conseguiu na Justiça de Balneário Camboriú (SC) o direito a prisão domiciliar com uso de tornozeleira, por apresentar comorbidades, em função da pandemia. Jeferson Rosa do Nascimento conseguiu na comarca de Laranjeiras do Sul, a progressão da pena para regime aberto. VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR nos últimos 7 dias
Criança sofreu apenas um arranhão no joelho e não precisou ser levado para hospital. “Foi um livramento, um milagre”. Foi assim que o empresário Sílvio Araújo, de 35 anos, descreveu a situação que passou com seu filho de 1 ano e 10 meses. Ele retirava o carro da garagem de casa, em Arapiraca, no Agreste de Alagoas, mas não percebeu que o pequeno Arthur seguia o veículo e acabou o atropelando. A criança sofreu apenas um arranhão no joelho. O vídeo viralizou nas redes sociais nesta quarta-feira (27), mas o acidente aconteceu no sábado (23). Uma câmera de circuito interno gravou o momento em que o carro bate na criança e por pouco não passa por cima. Outro carro que passava na hora começa a buzinar e o pai freia sem entender o que estava acontecendo. Em contato com a reportagem do g1, Araújo explicou que a família se preparava para sair e ele foi na frente para retirar o carro. Na casa estavam a babá, a esposa e a filha mais velha, de 7 anos. A esposa do empresário foi até o carro e voltou para dentro de casa. Nesse momento, a criança ficou na garagem e o pai, que já estava dentro do veículo, não a viu por causa da altura do carro. “Eu pensei que meu filho tinha voltado, mas não, ele ficou perto tentando empurrar o carro, simulando uma brincadeira, mas eu não vi. Eu tava dando a ré, e eu não percebi. Esperei alguns carros passarem e mesmo assim eu não vi que ele estava na frente do carro. Foi no momento que minha esposa estava saindo de casa e algumas pessoas em um carro ficaram buzinando, e eu não entendia”, relatou Araújo. Segundo o empresário, as pessoas que buzinaram no momento do atropelamento não são conhecidas. Araújo lembra apenas que ouviu um som de buzina muito forte, viu o movimento dos ocupantes do outro veículo e freou. “Foi nesse momento que parei de dirigir. Foi um susto. Fiquei sem reação, imóvel, não consegui identificar as pessoas, parei completamente. O único movimento que consegui fazer foi baixar o vidro. Passou um filme na minha cabeça. Depois, com um tempo, consegui tirar o carro da rua. Aprendi muito com isso. Gratidão a Deus e às pessoas que buzinaram, eles são os verdadeiros heróis, anjos disfarçados de homens”, disse Araújo. O menino chegou a cair na pista, mas foi retirado rapidamente pela mãe. Arthur não precisou ir ao hospital e passa bem, segundo o pai, que fez um alerta para as pessoas. “Ficou o alerta para outras pessoas que tem filho em casa, animais de estimação também, que tenham o máximo de atenção. Deixem as crianças em segurança em casa antes de qualquer coisa. Eu aprendi muito, foi um livramento de Deus, uma demonstração de um milagre”. Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL Veja mais notícias da região no g1 AL

Investigação teve início depois que dona de casa Geruza Ferreira descobriu não ser mãe biológica da menina que cria há 7 anos. Filha foi trocada por bebê que nasceu cinco minutos depois. Geruza Ferreira e a filha TV Globo/Reprodução Um exame de DNA feito pela Polícia Civil do Distrito Federal confirmou uma troca de bebês entre duas famílias, no Hospital Regional de Planaltina, em 14 de maio de 2014. A filha biológica da dona de casa Geruza Ferreira, de 38 anos, foi trocada com o bebê que nasceu cinco minutos depois, na unidade de saúde. O resultado do exame foi divulgado nesta quarta-feira (27). O caso veio à tona depois que a TV Globo noticiou que Geruza descobriu, no ano passado, não ser a mãe biológica da menina que cria há sete anos (relembre abaixo). Após a repercussão, a outra família procurou a polícia para também fazer o teste. O governo do DF já foi condenado, em primeira instância, a pagar indenização de R$ 300 mil à dona de casa. Até a última atualização desta reportagem, a Polícia Civil não tinha informado se haverá responsabilização de servidores do hospital pela troca. O g1 também questionou a Secretaria de Saúde sobre quais medidas serão tomadas diante da confirmação, mas não recebeu resposta até a última atualização deste texto. *Esta reportagem está sob atualização.

O secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, acredita que o pedido da Pfizer para imunização contra Covid de crianças com idade entre 5 e 11 anos é otimista. Brasil recomendou suspender vacinação de adolescentes; no Reino Unido, decisão de vacinar com uma dose de Pfizer se deu nesta semana. Getty Images via BBC "Vejo como uma boa sinalização", é como descreve o secretário de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, sobre a possibilidade da Pfizer pedir a autorização na Anvisa para que a vacina contra a Covid-19 possa ser aplicada em crianças. "Precisamos ter clareza e definição sobre a imunização das crianças de 5 a 11 anos", detalhou o secretário. A farmacêutica, disse em nota, que o pedido será feito ao longo do mês de novembro e irá atender crianças com idade entre 5 e 11 anos. A nota, enviada à imprensa, foi divulgada nesta quarta-feira (27). Índia recomenda vacina Covaxin contra Covid-19 para crianças a partir de 2 anos China aprova uso da CoronaVac para crianças a partir de 3 anos, diz Sinovac O anúncio foi feito um dia após o comitê consultivo independente da agência reguladora norte-americana (FDA, sigla em inglês) recomendar o uso da vacina produzida pela farmacêutica nesta faixa etária. No caso dos Estados Unidos, a recomendação do comitê independente não é definitiva e nem obrigatória, mas a agência reguladora normalmente a segue à risca as indicações do grupo. Comitê de agência dos EUA recomenda autorizar vacina da Pfizer para crianças entre 5 e 11 anos No Brasil No Brasil, a Anvisa é quem decidirá se aprova ou não o usa da vacina em crianças a partir de cinco anos de idade. De acordo com a Pfizer, ainda não há data definida de quando o pedido será feito, apenas que acontecerá ao longo do mês de novembro. Leia abaixo a nota na íntegra: "A submissão do pedido junto à ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para a aprovação do uso da vacina ComiRNAty, da Pfizer/Biontech, para crianças entre 5 e 11 anos deve ocorrer ao longodo mês de novembro de 2021". Que vacina é essa? Pfizer Biontech Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:

Diplomação da prefeita de Palmeirina foi na terça (26); prefeito de Capoeiras foi diplomado nesta quarta (27). Urna eletrônica Heloise Hamada/G1 Os prefeitos de Palmeirina e Capoeiras, no Agreste de Pernambuco, eleitos em 3 de outubro deste ano, foram diplomados na terça (26) e nesta quarta-feira (27), respectivamente. A delegada Thatianne (Solidariedade), que foi eleita prefeita de Palmeirina, e o vice, Francisco do Sindicato (Solidariedade), foram diplomados no Cartório da 59ª Zona Eleitoral de Correntes, também no Agreste. Nêgo do Mercado (PSB), que foi eleito prefeito de Capoeiras, e o vice, CiçoBrabo (Republicanos), foram diplomados na Câmara de Vereadores do município. Diplomação da delegada Thatianne (Solidariedade) e de Francisco do Sindicato (Solidariedade), eleitos prefeita e vice de Palmeirina, no Agreste de Pernambuco Divulgação Candidato Nego do Mercado votando em Capoeiras Joab Alves/TV Asa Branca Vídeos de Caruaru e Região

Unidades vão disponibilizar 1ª e 2ª doses para pessoas a partir de 12 anos e dose de reforço para idosos com mais de 60 anos, profissionais de saúde e imunossuprimidos. Vacina da AstraZeneca contra Covid-19 Osvaldo Furiatto A Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM) realizará nesta quinta-feira (28) um plantão de vacinação contra a Covid-19 em 13 unidades de saúde, das 17h às 21h, quando poderão ser vacinadas pessoas a partir de 12 anos, com a 1ª ou 2ª dose, em Presidente Prudente (SP). Também estará disponível a dose de reforço, indicada pelas autoridades de saúde às pessoas acima de 60 anos e profissionais da saúde, que tenham tomado a 2ª dose há seis meses ou mais, e imunossuprimidos, que tenham recebido a 2ª dose há 28 dias ou mais. Foram selecionadas para esta ação as seguintes unidades: UBS Ana Jacinta; UBS Vila Real; UBS Parque Cedral; UBS Cohab; UBS Jardim Guanabara; UBS Brasil Novo; ESF Leonor; ESF Humberto Salvador; ESF Morada do Sol; ESF Cambuci; ESF João Domingos Netto; ESF Bela Vista; ESF Jardim Regina. A coordenadora técnica da VEM, Vânia Maria Alves, ressalta sobre a importância do pré-cadastro no site Vacina Já, que agiliza o processo, evitando filas nas unidades. VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente Initial plugin text Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Arranjador morreu nesta quarta-feira (27) em Salvador aos 61 anos. Ele fez os arranjos da faixa "Pardo" do disco de Caetano lançado na semana passada, Meu Coco Caetano Veloso lamentou a morte de Letieres Leite Reprodução / Redes Sociais O cantor e compositor Caetano Veloso lamentou, nas redes sociais, a morte do maestro Letieres Leite. Caetano chamou de inaceitável a morte do arranjador e multi-instrumentista baiano, ocorrida nesta quarta-feira (27) aos 61 anos. Compartilhe esta notícia no WhatsApp Compartilhe esta notícia no Telegram Caetano ainda falou sobre o trabalho em parceria com Letieres em uma das faixas do seu disco mais recente, Meu Coco, lançado na semana passada. “Acabo de receber a notícia inaceitável: Letieres Leite faleceu. Formado pela prática nos trios elétricos, autodidatismo, cursos específicos na UFBA e por estudos em Viena, esse portento da música, há anos à frente da Orkestra Rumpilezz, aquele deslumbramento de sopros e percussão, e do requintado Quinteto que leva seu nome, Letieres teve diálogo com as mais densas expressões da música brasileira, de Moa do Catendê a Toninho Horta, passando por Hermeto Paschoal, Daniela Mercury e Lulu Santos - além de ter sido, por anos, a base do trabalho de Ivete Sangalo. Arranjou o álbum recente de Bethânia e também o show que o antecedeu”, escreveu. REPERCUSSÃO: Revolucionário e genial: quem foi Letieres Leite, parceiro de Caetano e Ivete e que levou o Universo Percussivo Baiano para o mundo Ivete Sangalo, Daniela Mercury e Carlinhos Brown lamentam a morte de Letieres Morre músico Letieres Leite, maestro da Orquestra Rumpilezz e autor de arranjos de artistas como Ivete e Bethânia Ivete Sangalo se despede de Letieres Leite, autor de arranjos de hits de sucesso: 'Talento é poderoso demais' “Orquestrou a faixa "Pardo" do Meu Coco. Conversar com ele era ganhar uma aula sobre claves rítmicas e gostos harmônicos. Estou arrasado com a notícia de sua morte. Ele era muito próximo. Ensinou meu filho Zeca a surfar, quando ele era menino. A música baiana, a música brasileira, a música perdeu hoje um dos seus maiores formadores. A vida perdeu um dos seus mais dignos representantes”, lamentou Caetano. Em 2018, Caetano e Letieres se apresentaram juntos em Salvador. Eles chegaram a se apresentar juntos também em 2019 no Circo Voador, no Rio de Janeiro. Letieres Leite: morre músico e maestro da Orquestra Rumpilezz Veja mais notícias do estado no g1 Bahia. Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia Ouça 'Eu te explico' 🎙
Polícia Civil busca imagens para solucionar o crime cometido dentro do Bradesco. Uma agência do banco Bradesco foi furtada durante a madrugada desta quarta-feira (27), em São Luis do Quitunde, cidade do Litoral Norte de Alagoas. Equipes da Polícia Civil estão buscando imagens no local que possam ajudar a identificar o grupo responsável pela ação criminosa. De acordo com o delegado Cayo Rodrigues, responsável pela Seção Especial de Roubos a Bancos da Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC), o grupo usou maçaricos para arrombar um dos caixas eletrônicos da agência. “Não houve emprego de violência e nem de explosivos. O grupo usou maçarico e passou algumas horas no interior da agência. Ainda não temos detalhes sobre quanto foi levado, mas nossos agentes estão no local fazendo alguns levantamentos na cidade”, informou o delegado. O g1 entrou em contato com o gerente da agência, mas ele informou que a empresa não permite que informações sobre o caso sejam passadas. Equipes do Instituto de Criminalística (IC) estiveram no local onde fizeram os levantamentos iniciais da perícia da cena do crime. Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL Confira mais informações da região no g1 AL

De acordo com informações da Delegacia de Polícia Civil, o suspeito costumava discutir com o pai sempre que bebia. Idoso foi socorrido pela equipe do SAMU de Conceição, nas proximidades de Santa Inês. Divulgação/ Prefeitura de Conceição Um homem foi preso por espancar o pai a pauladas na cidade de Santa Inês, no Sertão da Paraíba. A vítima é um idoso de 85 anos e a prisão aconteceu nesta terça-feira (27), depois que a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima. De acordo com os familiares, o agressor estava embriagado e costuma discutir com o pai sempre que está sob o efeito de bebida alcoólica. O idoso foi socorrido pela equipe do Serviço de Pronto Atendimento (Samu) da cidade de Conceição, nas proximidades de Santa Inês. O laudo médico prévio indicou que ele sofre sério risco de vida com as pancadas, e que além de pauladas foram dados socos e pontapés. O filho da vítima e suspeito do crime foi autuado por lesão corporal grave e encaminhado à Cadeia Pública do município de Conceição. A polícia ainda não ouviu a vítima. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba
Acidente ocorreu na manhã desta terça-feira (27) na Engenheiro Constâncio Cintra. Um motociclista morreu, na tarde desta terça-feira (27), após um acidente entre a moto que ele pilotava e um caminhão no km 135 da Rodovia Engenheiro Constâncio Cintra (SP-360), que liga Amparo (SP) e Serra Negra (SP). Segundo a Polícia Rodoviária, a vítima seguia sentido Serra Negra quando entrou na contramão para fazer uma ultrapassagem e bateu de frente com um caminhão. Ele chegou a ser levado inconsciente para a Santa Casa Anna Cintra pelos bombeiros, mas não resistiu. O motorista do caminhão não se feriu. A via não precisou ser interditada. VÍDEOS: os destaques da região no g1 Campinas Veja mais notícias da região no g1 Campinas

Vítima é uma mulher, portadora de comorbidades; cidade chega de 963 óbitos desde o início da pandemia. A Prefeitura de Marília (SP) confirmou nesta quarta-feira (27) o registro de mais uma morte de morador provocada por complicações da Covid-19. Com isso, a cidade chegou a 963 pessoas que morreram com diagnóstico positivo da doença desde o início da pandemia. A vítima é uma mulher, com registro de comorbidades, ou seja, outras doenças associadas à Covid. Veja o perfil da vítima: Mulher, de 83 anos, portadora de doença cardiovascular crônica e diabetes mellitus. Ela teve início de sintomas no dia 4 de outubro e morreu nesta quarta-feira (27). Segundo o boletim epidemiológico da prefeitura, Marília contabiliza 37.201 casos confirmados de Covid-19, sendo que deste total, 36.169 moradores conseguiram se curar. Uma morte segue sob investigação. Há 43 pessoas internadas, sendo 26 delas com casos considerados suspeitos, à espera de exames. Covid Marília Prefeitura de Marília/Divulgação VÍDEOS: assista às reportagens da região: Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília. Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília.

Bolsistas fazem parte do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e do Programa Residência Pedagógica (PRP). Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) Divulgação Mais de 450 estudantes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), que fica a cerca de 100 quilômetros de Salvador, estão com o pagamento atrasado de bolsas concedidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A informação foi divulgada nesta quarta-feira (27) pela instituição. De acordo com a Uefs, os bolsistas fazem parte do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e do Programa Residência Pedagógica (PRP). Os programas de iniciação à docência integram a Política Nacional de Formação de Professores e visam promover a inserção de licenciandos nas escolas da educação básica, através de um termo de cooperação técnica entre a Capes e as instituições de ensino superior do país. A instituição explicou que a liberação do pagamento das bolsas está condicionada à aprovação do Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 17/21 que destina R$ 43 milhões para o pagamento de 60 mil bolsistas da educação básica. A votação está prevista para acontecer nesta quarta-feira (27), em Brasília. Segundo a professora doutora Célia Regina Batista dos Santos, coordenadora do programa Residência Pedagógica da Uefs, o pagamento das bolsas é feito até o dia 10 de cada mês. No entanto, já são 16 dias de atraso. Ela disse que a expectativa é que o projeto seja aprovado logo para que os estudantes não fiquem ainda mais prejudicados. Já a coordenadora do Pibid, professora doutora Jaqueline Grilo, destacou que a bolsa da Capes é a única fonte de renda de muitos estudantes, que utilizam o valor de R$ 400 para garantir a permanência nas universidades e ainda ajudar as famílias. Veja mais notícias do estado no g1 Bahia. Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻 Ouça 'Eu te explico' 🎙

O Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer) e a Capitania dos Portos fazem buscas pelos desaparecidos nesta quarta-feira (27). Barco foi avistado a 100 quilômetros da costa de Linhares. ES tem buscas por tripulantes desaparecidos Divulgação/ Notaer Um barco de pesca com quatro tripulantes está desaparecido na costa do Espírito Santo. O Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer) e a Capitania dos Portos, da Marinha do Brasil, fazem buscas pelos desaparecidos nesta quarta-feira (27). De acordo com informações da família de um dos tripulantes, a embarcação “Vivendo na Fé” saiu de Alcobaça, na Bahia, no dia 6 de outubro com previsão de chegada em Vitória no dia 20. Os tripulantes desparecidos são Antonio Luiz Rodrigues Pereira, Rogério de Oliveira Nascimento, Imaclei Pinheiros Neves e José Henrique Lopes da Silva. Barco desaparece com quatro tripulantes no mar do Espírito Santo Vc no g1 Na manhã desta quarta-feira, a Capitania dos Portos recebeu um aviso da Rádio Costeira de Itapemirim informando que uma embarcação pesqueira foi vista a 100 quilômetros da costa, próxima a localidade de Regência, em Linhares, no Norte do Espírito Santo. O barco estava naufragado e os tripulantes não estavam a bordo. A dona do barco, Suellen Lírio, que é nora do chefe da embarcação, contou que depois de sair de Alcobaça, a tripulação passou seis dias pescando na costa baiana e seguiu com destino a Vitória. “Eles costumam ficar 14 dias no mar e a previsão era que chegassem em Vitória no dia 20 de outubro. Como deu 18 dias, a gente começou contato com o barco, porque teve tempestade e não conseguimos resposta”, explicou Suellen. O major Pablo, do Notaer, informou que as buscas pelos desaparecidos acontecem entre os municípios de Aracruz e Linhares. A área de atuação das equipes foi estabelecida pela Capitania dos Portos. Vídeos: tudo sobre o Espírito Santo Veja o plantão de últimas notícias do g1 Espírito Santo

Mudança ocorre no dia 5. Segundo o prefeito Alexandre Ferreira (MDB), índices da pandemia estão em queda na cidade, possibilitando o remanejamento de atendimentos a casos clínicos. Pronto-Socorro 'Álvaro Azzuz', em Franca (SP) Divulgação/Prefeitura O prefeito de Franca (SP), Alexandre Ferreira (MDB), informou nesta quarta-feira (27) que o Pronto-Socorro Álvaro Azzuz deixará de ser exclusivo para a Covid-19 a partir de 5 de novembro. A mudança ocorre diante do cenário de queda nos índices da pandemia na cidade e o avanço da vacinação. Com isso, os casos clínicos, que antes ficavam concentrado nas unidades de pronto atendimento (UPAs) Aeroporto e Anita, voltarão a ser avaliados no Pronto-Socorro. “O número de casos de Covid tem diminuído num ritmo acelerado. Neste ano, vivemos a fase mais crítica da pandemia. Chegamos a registrar, em média, 180 casos por dia, com picos com mais de 300. Agora, são 34 casos em média”, afirmou o prefeito em um vídeo nas redes sociais. Esta é a segunda vez que o Pronto-Socorro Álvaro Azzuz é fechado. A primeira vez foi há um ano, em 28 de outubro do ano passado, diante de uma melhora da primeira onda da pandemia na cidade. No entanto, com a força da segunda onda, o local foi reativado para exclusividade da doença em maio deste ano. Pacientes aguardam atendimento no Pronto-Socorro Álvaro Azzuz durante pico da pandemia em Franca,SP Igor do Vale/Arquivo Bons índices Neste segundo semestre, Franca chegou a registrar 4.156 casos e 69 mortes em julho, no término da segunda onda da pandemia. Em outubro, restando cinco dias para o fim do mês, são 891 infecções e 37 óbitos. Além disso, a primeira dose da vacina contra o coronavírus já chegou a 280.199 pessoas, 78,72% da população. A segunda aplicação e dose única já foram recebidas por 230.728 moradores, 64,82% do total de habitantes. Covid em outra ala Segundo o prefeito, os atendimentos clínicos serão feitos nas duas UPAs e no Pronto Socorro Álvaro Azzuz, que terá mais de 30 leitos de enfermaria a partir de 5 de novembro. O local ganhou reforço dos materiais comprados pela Prefeitura para utilização no Ambulatório Médico de Especialidades (AME), que abrigou um Hospital de Campanha durante os piores momentos da pandemia neste ano. Em relação aos casos de Covid-19, o morador pode procurar o PS, mas o atendimento será feito em uma ala separada das demais doenças. Neste espaço, haverá recepção, consultórios e uma sala para a coleta das amostras para o exame RT-PCR. Pronto-socorro Álvaro Azzuz em Franca, SP, deixa de ser exclusivo para Covid Jefferson Severiano Neves/EPTV Veja mais notícias da região no g1 Ribeirão Preto e Franca VÍDEOS: Tudo sobre a região de Franca

Com aspecto rústico, esse acabamento pode mudar a cara de qualquer cômodo Uma maneira muito rápida e eficiente de transformar qualquer ambiente é mudar os acabamentos das superfícies, experimentando com diferentes cores, texturas e efeitos. Uma possibilidade simples, mas que tem muita personalidade, é o cimento queimado, tendência de decoração que está caindo no gosto dos brasileiros nos últimos anos, e que combina com diversos estilos de decoração e tipos de mobília. Para quem está considerando uma reforma, uma das principais vantagens é sempre o baixo custo, e o cimento queimado é feito e aplicado de maneira bastante simples. A mistura que resulta no efeito mesclado é feita basicamente com água, cimento e areia, mas há diversos métodos para se obter o cimento queimado — entre eles, a técnica de “queimar” o pó de cimento e misturá-lo com argamassa. No entanto, é possível também encontrar papéis de parede e texturas prontas que simulam o efeito de cimento queimado, e que podem ser aplicadas diretamente sobre a superfície desejada, bem como porcelanatos inspirados nesse estilo. Freepik Embora possa receber diversas tonalidades, o mais tradicional é o tom de cinza do próprio concreto. Essa cor é bastante neutra e fácil de harmonizar com os móveis e detalhes que já fazem parte do ambiente. Qual é o melhor cômodo? Não existe um cômodo que receba melhor ou pior o cimento queimado; tudo depende de como o restante do ambiente conversa com esse tipo de decoração. Salas onde os móveis são escuros podem ficar com aspecto “pesado”. A internet está cheia de dicas de sites onde é possível simular cores nas paredes e de referências que ajudam a tomar a decisão entre aderir ou não a essa tendência. > QUIZ | Descubra quem é você na hora de reformar Com concreto aparente, é importante lembrar que os cômodos ficam com um aspecto mais rústico, industrial e moderno. Entre as cores que harmonizam com esse tipo de acabamento estão os tons neutros, como branco, preto e marrom, mas também tons mais vivos, como diferentes tonalidades de amarelo, coral e turquesa. Acabamentos em tons metálicos tem tudo a ver com o cinza do cimento queimado. Inspirações Há diversas maneiras de inserir essa tendência em cômodos da casa, no escritório ou até mesmo em espaços comerciais. Desde a cobertura de paredes inteiras até espaços delimitados — como a cabeceira da cama, colunas ou o acabamento de balcões em cozinhas e banheiros —, essa técnica é muito versátil e permite muita criatividade na hora de decorar. Estilo industrial O estilo industrial de decoração não surgiu imediatamente como tendência: ele é fruto de um período, por volta dos anos 1960 e 1970, em que antigos galpões e fábricas estadunidenses que não estavam mais sendo utilizadas passaram a ser adaptadas para moradias. Foi um momento de crescimento populacional expressivo nos Estados Unidos e, como o país ainda sofria os impactos da quebra da bolsa de 1929 e das duas guerras mundiais, muitos espaços antes produtivos estavam ociosos. Inclusive, estilos de apartamento que hoje chamamos de “loft” — aqueles com apenas um cômodo e que não costumam ter mais do que 50 metros quadrados — são uma herança dessa época. > Sustentável e divertido: Saiba como redecorar a casa fazendo uma estante de parede Embora estivessem se tornando espaços residenciais, as construções que deram origem ao estilo industrial eram exatamente isso: ambientes fabris, e isso se refletia na arquitetura mais “bruta”, com tijolos e concreto aparentes, tubulação exposta e poucas divisões internas, já que eram ocupados anteriormente por grandes máquinas. Essas características foram mantidas e fazem parte do que hoje é uma tendência de estilo para casas, escritórios e outros estabelecimentos. O que preciso saber? Antes de qualquer reforma, é importante averiguar se as superfícies que irão receber o novo acabamento estão em boas condições. Paredes com infiltração, por exemplo, vão ficar danificadas e estragar o efeito do cimento queimado; em casos como esse, é necessário consertar a tubulação antes de iniciar a pintura, para não precisar se preocupar com imprevistos mais tarde, após a finalização da aplicação. A Krona Tubos e Conexões oferece uma linha completa para instalações de água fria, água quente, esgoto e acessórios hidráulicos, bem como uma linha elétrica, com qualidade e durabilidade. > Faça você mesmo: como reformar a casa sem contratar um profissional Com o material correto e mão de obra qualificada, também é possível evitar alguns dos problemas mais comuns que decorrem de uma aplicação mal feita do cimento queimado, como o surgimento de manchas e o desprendimento da camada de acabamento. Uma dica é finalizar com uma demão de resina por cima do cimento, o que irá prolongar a vida desse acabamento. Para mais ideias de decoração, acesse o canal da Krona no G1. Leia também Tubulação entupida? Confira receita caseira para desobstruir ralos e pias Saiba como integrar ambientes e ampliar um cômodo da sua casa

Foram registrados alagamentos na região do Mercado Municipal, CDHU na Vila Izabel, Jardim Cruzeiro do Sul, Vila Prado, Cidade Aracy e Antenor Garcia na tarde desta quarta-feira (27). Chuva forte causa alagamentos em vários pontos de São Carlos A forte chuva que atingiu São Carlos (SP) na tarde desta quarta-feira (27) causou transtornos em vários pontos da cidade. Houve alagamentos na região do Mercado Municipal, CDHU na Vila Isabel, Jardim Cruzeiro do Sul, Vila Prado, Cidade Aracy e Antenor Garcia. Na rotatória do Cristo e na Praça Itália foi necessário a interdição das vias pelos agentes de trânsito. Enchente atinge várias regiões de São Carlos após chuva forte Redes Sociais Transtornos Rua Nove de Julho, no centro de São Carlos, fica alagada após forte chuva na tarde de quarta-feira (27) A CidadeON São Carlos Segundo a Defesa Civil, a previsão é de que chova 60 milímetros nesta quarta. O córrego do Mineirinho na região do Santa Felícia transbordou com o volume da chuva. A Rua João Lourenço Gama, que da acesso da Vila Prado à rotatória da Praça Itália, está fechada na altura da rotatória da Escola Jesuíno Arruda. O acesso entre Centro e Vila Prado é feito pela rua Itália e pela Cândido Padim. LEIA TAMBÉM: VÍDEO: Temporal com granizo em Pirassununga destelhou casas, derruba árvores e deixou parte da cidade sem luz e internet Chuva com granizo causou alagamentos e arrastou veículos no Centro de São Carlos no ano passado Viaduto próximo à escola Jesuíno de Arruda em São Carlos após chuva intensa A CidadeON São Carlos Na Rotatória do Cristo, há interrupção no acesso pelas avenidas Tancredo Neves e Parque Faber. Rotatória do Cristo em São Carlos fica alagada após chuva forte nesta quarta-feira (27) A CidadeON São Carlos Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.

Paraíba tem 445.272 casos confirmados e 9.403 mortes por coronavírus. São 260 casos e quatro mortes confirmadas no boletim desta quarta-feira (27). Casos de coronavírus na Paraíba em 27 de outubro de 2021 Divulgação/Secom-JP João Pessoa A Paraíba tem 445.272 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgadas nesta quarta-feira (27). O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 9.403 no estado desde o início da pandemia. São 260 novos casos e quatro mortes na última atualização. Todos os 223 municípios paraibanos registraram casos da doença e 222 cidades notificaram mortes. Veja em que estados as mortes por Covid-19 estão subindo, em estabilidade ou em queda Das quatro mortes desta nova atualização, três aconteceram nas últimas 24 horas. As vítimas eram três homens e uma mulher. As mortes aconteceram nos municípios de Barra de São Miguel (1), Bayeux (1), Campina Grande (1) e Picuí (1). A ocupação total de leitos de UTI na Paraíba é de 23%. Em João Pessoa, o percentual é de 29%. Em Campina Grande, 16% dos leitos estão ocupados. Já a ocupação no Sertão é de 33%. Foi registrado no sistema de informação SI-PNI, a aplicação de a aplicação de 4.876.318 doses. Até o momento, 2.924.007 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 1.844.494 completaram os esquemas vacinais. Sobre as doses adicionais, foram aplicadas 5.493 em pessoas com alto grau de imunossupressão e 102.324 doses de reforço na população com idade a partir de 60 anos. Boletim do coronavírus na Paraíba 445.272 casos 9.403 mortes 223 cidades com casos confirmados 222 cidades com mortes registradas Casos e mortes confirmadas de Covid-19 na Paraíba Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Saldo entre as demissões e contratações foi de 89 em setembro. Em agosto, ficou em 325. No comparativo entre esses meses, a queda é 72,6%. Em setembro, saldo de empregos foi de 89 pessoas foram empregadas Reprodução/RPC No mês de setembro, 825 pessoas foram contratadas para trabalhar em Curvelo, segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O número é 14,5% menor que o registrado em agosto, que foi de 965. O saldo entre as demissões e contratações foi de 89 em setembro. Em agosto, ficou em 325. No comparativo entre esses meses, a queda é de 72,6%. O pior resultado foi em janeiro, com saldo de 35 postos de trabalho no mês. Pelos dados de setembro é possível ver que o setor da indústria teve um peso importante no resultado, já que foi o único que mais demitiu do que contratou. Confira outros números nas tabelas abaixo: Admissões e demissões em setembro Admissões e demissões em agosto O gráfico abaixo mostra o saldo de empregos gerados de acordo com os meses de 2021. Situação em MG Ainda segundo as informações do Caged, Minas Gerais registrou o saldo positivo de 29.029 novos empregos gerados no mês de setembro, com 186.711 admissões e 157.682 demissões, ocupando o segundo lugar no ranking nacional de estados que mais empregaram no mês, ficando atrás apenas de São Paulo, com 84.887 novos empregados. Vídeos do Norte, Centro e Noroeste de MG Veja mais notícias da região em g1 Grande Minas.

Aplicação será nesta quinta-feira (28) em quatro locais. Não é necessário agendamento. Sorocaba (SP) aplica a 2ª dose da AstraZeneca CoronaVac que receberam a primeira até 2 de outubro Divulgação A Prefeitura de Sorocaba (SP) realiza nesta quinta-feira (28) a vacinação com a segunda dose da CoronaVac em pessoas que tomaram a primeira até o dia 2 de outubro. Não é necessário agendamento. A aplicação será das 8h às 12h para pessoas que nasceram entre os meses de janeiro e junho. Os nascidos entre os meses de julho e dezembro serão vacinados das 12h às 16h. Confira os locais: Instituto Humberto de Campos, situado na Rua Rosa Maria de Oliveira, 377, no Jardim Zulmira; Shopping Cidade Sorocaba, no estacionamento G5, com entrada pela Avenida Atanázio Soares; Universidade de Sorocaba (Uniso) – Cidade Universitária, localizada na Rodovia Raposo Tavares, km 92,5, na Vila Artura; Clube União Recreativo Campestre de Sorocaba, situado na Rua Francisco Paulo Braion, 650, no Jardim Guadalajara. Também haverá, nos quatro locais de atendimento, posto de vacinação para os munícipes que chegarem a pé ou pelo transporte público. É obrigatória a apresentação de documento de identidade com foto e do comprovante de aplicação da primeira dose. A prefeitura reforça que o vacinado deverá saber informar o número do seu CPF ou portar o documento, assim como solicita um comprovante de residência. Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí VÍDEOS: assista às reportagens da Tv Tem

A Avenida Morumbi foi bloqueada nos dois sentidos. É o segundo protesto com as mesmas reivindicações em menos de duas semanas; o último aconteceu em 15 de outubro, no Centro. Policiais de concentram em frente ao estádio do Morumbi, na Zona Sul, e protestam por melhores salários Arquivo pessoal Agentes da segurança pública do estado de São Paulo fizeram, na tarde desta quarta-feira (27), uma manifestação por reajuste salarial e por melhores condições de trabalho e de saúde para os profissionais. O grupo se concentrou na Praça Roberto Gomes Pedrosa, em frente ao estádio do Morumbi, na Zona Sul da capital, e caminhou em direção ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual, chefiado por João Doria (PSDB). Policiais da capital paulista durante protesto por melhores condições de trabalho Arquivo pessoal Participaram do ato, segundo o Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp), representantes de agentes penitenciários, policiais militares e peritos, além de delegados de polícia. Em comunicado, o Sifuspesp disse que, para as polícias, PSDB é “sinônimo de Pior Salário do Brasil”. É o segundo protesto com as mesmas reivindicações em menos de duas semanas. O último aconteceu em 15 de outubro, em frente ao Palácio da Polícia, no Centro. De camisetas azuis, policiais protestam por melhores salários na capital paulista; ao fundo, um cordão de isolamento da PM Arquivo pessoal A Companhia de Engenharia e Tráfego (CET) informou que a Avenida Morumbi, onde fica o Palácio dos Bandeirantes, foi bloqueada nos dois sentidos pelos manifestantes. A Polícia Militar montou um cordão de isolamento na residência oficial do governador. No dia 15, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que, no primeiro semestre de 2021, reajustou em 5% o salário dos policiais, ampliou a bonificação dos agentes e deu um pacote de benefícios, além de ter contratado mais de 10 mil policiais e autorizado novos concursos para a contratação de mais agentes. VÍDEOS: Veja mais notícias de São Paulo e região
Mulher estava com o esposo dentro do carro quando, ao passar perto da agência bancária, ficou no meio do tiroteio em Porto Velho. Mulher de 31 anos está grávida de oito meses. Dono de posto de combustível é vítima de roubo durante tiroteio em agência bancária Uma grávida de 31 anos, que preferiu não se identificar, diz ter vivido um momento de terror durante o tiroteio entre bandidos e o segurança de um empresário na frente de uma agência bancária de Porto Velho. No 8° mês de gestação, a mulher estava dentro do carro com o esposo, que dirigia, quando eles começaram a ouvir os tiros (veja no vídeo acima). O assalto na agência bancária foi na segunda-feira (25). Na ocasião, o segurança da vítima e o vigilante trocaram tiros com dois criminosos. Ao g1, a mulher contou ser costume do casal passar pela rua Alexandre Guimarães para ir trabalhar. No momento em que eles voltavam do almoço, foram surpreendidos pelos tiros. "Eu estava passando na rua quando ouvi os disparos. Comecei a gritar e falei para ele acelerar o carro, mas ele 'bugou' por uns segundos, mas depois acelerou o carro e entrou na contramão e tirou a gente dali. Eu fiquei desesperada. Foi horrível", relembra O esposo da mulher disse que, no início, ao ouvir os primeiros disparos de arma, não acreditou que poderia ser um tiroteio. "Era hora do almoço! O sol estava no meio do céu. Não pensei que os bandidos pudessem ser tão audaciosos para atacarem naquele horário. Quando percebi, entrei na contramão para salvar minha esposa", conta. Tiroteio O dono de posto de combustível foi vítima de uma tentativa de roubo enquanto depositava dinheiro em uma agência bancária, entre as avenidas Mamoré e Avenida Alexandre Guimarães, em Porto Velho. No local houve troca de tiros entre dois bandidos, o segurança do empresário e o vigilante da agência. A ação aconteceu na segunda-feira e foi filmada por moradores. Os dois suspeitos ficaram feridos, passaram por procedimento cirúrgico e receberam voz de prisão. O dinheiro foi recuperado pelo segurança do dono do posto. LEIA TAMBÉM Três jovens são mortos em troca de tiros com a PM-RO Mulher de empresário morto a tiros na frente de casa desabafa

Ao todo, 9 candidatos foram selecionados para cursar o técnico em enfermagem. Universidade também tem mais de 40 vagas em outros cursos técnicos. Matrículas dos selecionados devem ser realizadas nesta quinta-feira (28) Marinilson Braga/UFCG/Arquivo A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) publicou nesta quarta-feira (27) a 1ª chamada da Lista de Espera do Processo Seletivo para ingresso no Ensino Técnico 2021 da Escola Técnica de Saúde de Cajazeiras (ETSC), no Sertão do estado. Ao todo, nove candidatos foram selecionados para cursar o técnico em enfermagem. Confira a 1ª chamada do ETSC da UFCG As matrículas dos selecionados devem ser realizadas nesta quinta-feira (28), de maneira presencial, no campus da UFCG em Cajazeiras, das 7h às 12h. Uma segunda chamada será divulgada na sexta-feira (29). As aulas terão início no dia 22 de novembro, conforme o Calendário Acadêmico publicado pela Pró-Reitoria de Ensino (PRE). A UFCG também lançou um novo edital para preenchimento de vagas remanescentes para os cursos técnicos em Cuidado de Idosos e em Saúde Bucal. São ofertadas 38 vagas para o curso Técnico em Cuidado de Idosos e 8 para Técnico em Saúde Bucal. A inscrições acontecem nos dias 3 e 4 de novembro, também de maneira presencial, no campus da UFCG em Cajazeiras, no Sertão. É necessário preencher o formulário de inscrição no local; apresentar 1 Foto 3x4 e originais e xérox dos seguintes documentos: Registro de nascimento ou Certidão de casamento; CPF; RG; Título de eleitor; Reservista - sexo masculino; Certificado com o Histórico Escolar de conclusão do Curso Ensino Médio; Comprovante de residência; e Número do NIS (Comprovante). A seleção ocorre por ordem de chegada e o resultado deve ser divulgado no dia 5 de novembro. As matrículas acontecem entre os dias 9 e 10 do mesmo mês, das 7h às 12h. A seleção ocorrerá por ordem de chegada. O resultado será divulgado no dia 5 de novembro. As matrículas presenciais acontecerão nos dias 9 e 10 de novembro, das 7h às 12h. Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba

Ana Carolina Pereira Pinto, de 20 anos, foi encontrada morta pelos pais dentro do quarto, em Votorantim (SP), na manhã de terça-feira (26); bebê também morreu. Namorado contou à polícia que, durante o aborto, os dois tiveram a orientação de uma 'técnica' através do WhatsApp. Jovem morreu após usar medicação para abortar aos 7 meses de gravidez em Votorantim Reprodução/Facebook A jovem Ana Carolina Pereira Pinto, de 20 anos e que morreu após usar uma medicação para abortar aos sete meses de gravidez, teve ajuda do namorado para comprar o chamado "kit aborto" pela internet, segundo o boletim de ocorrência. O caso foi registrado na terça-feira (26), em Votorantim (SP). O rapaz, de 22 anos, foi preso em flagrante, mas será investigado em liberdade por não ter . O jovem disse aos policiais que comprou o medicamento pela internet depois que a namorada e ele tomaram a decisão de interromper a gravidez. Ele também informou que, durante o procedimento, os dois tiveram a orientação de uma "técnica" através do WhatsApp a respeito do que deveriam fazer. Ainda conforme o B.O., a jovem fez uso da medicação comprada online em uma pousada no bairro Campolim, em Sorocaba (SP), junto com o namorado, no último domingo (24). Na segunda-feira (25), ela chegou a relatar dores e mal estar ao namorado por mensagens. Mas, o rapaz pediu para que Ana Carolina não contasse aos pais e que "resolveriam no dia seguinte". De acordo com o boletim de ocorrência, a família contou à polícia que estranhou quando o alarme da jovem começou a tocar e ela não o desligou nesta terça-feira (26). Por isso, os pais resolveram entrar no quarto e a encontraram morta. O bebê também não resistiu e morreu. Investigação O rapaz foi preso em flagrante por crime contra a vida, que foi provocar aborto com o consentimento da gestante, e encaminhado para a delegacia de Votorantim. Em seguida, passou por audiência de custódia nesta quarta-feira (27) e, como cedeu o aparelho celular, está colaborando com as investigações e não tem antecedentes, foi solto e vai ser investigado em liberdade, segundo a Polícia Civil. Ainda segundo a polícia, a perícia vai apontar qual foi a medicação usada pela jovem e vai periciar o celular do jovem. VÍDEOS: assista às reportagens da Tv Tem Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí

A Operação Poligonal IV contou com 40 policiais federais, que cumpriram sete mandados de busca e apreensão, nesta quarta-feira (27), em São José dos Pinhais e Araucária. Operação contra crimes ambientais A Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação, nesta quarta-feira (27), contra extração irregular de minérios em cidades da Região Metropolitana de Curitiba. Na Operação Poligonal IV, 40 policiais federais cumpriram sete mandados de busca e apreensão em São José dos Pinhais e Araucária. De acordo com a PF, a investigação contou com dados de um mapeamento de riscos ambientais, feito por meio de análise de imagens de satélite de alta resolução. O sistema que registrou as imagens possui mais de 130 satélites e é mantido por uma ação do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Os mandados foram cumpridos em áreas com suspeita de lavra irregular. Conforme a polícia, a operação teve como objetivo reprimir possíveis crimes econômicos e contra o Meio Ambiente. PF faz operação em cidades da Região Metropolitana de Curitiba Divulgação / PF Legislação A PF destacou que a exploração de bens minerais sem autorização da Agência Nacional de Mineração e a licença de operação do órgão ambiental pode ter punição com prisão em flagrante, além de multa. Além disso, se constatadas as irregularidades, os responsáveis podem ter sanções administrativas como paralisação da atividade e ações civis de ressarcimento por danos causados. VÍDEOS: mais assistidos do g1 PR Veja mais notícias do estado no g1 Paraná.

Visitas estavam restritas de quarta-feira a domingo. Mudança de protocolo passou a valer a partir de segunda-feira (25). Visitas ao Parque Nacional da Serra da Canastra estão liberadas para todos os dias da semana; imagem de arquivo do local Elon César Costa/Trip Canastra O Parque Nacional da Serra da Canastra voltou a ter visitação todos os dias da semana. A informação foi divulgada pelo Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMBio), que administra o local. A mudança de protocolo passou a valer a partir de segunda-feira (25). Até então, a visitação estava restrita de quarta a domingo. A decisão de reabertura em todos os dias da semana ocorreu por conta da queda do número de casos de Covid-19 e de internações pela doença. Reservas De acordo com a gerência do parque, diante da alta demanda nos fins de semana prolongados, a recomendação é que os interessados em visitar o parque façam a reserva antecipada para garantir a entrada. É o caso do próximo fim de semana, seguido do feriado na terça-feira (2). A procura em fins de semana prolongados é bem grande e corre o risco dos visitantes chegarem e não entrarem, pois o número de visitantes chegou ao limite que varia de acordo com cada portaria. Serra da Canastra em imagem de arquivo Heber Antônio/Divulgação Regras para visitação Ainda que reaberto todos os dias, os visitantes precisam seguir algumas regras dentro do parque, como por exemplo: Não é permitido: Trafegar em motocicletas sem placa; Entrar com bebida alcoólica; Entrar com animais domésticos; Trafegar com veículo fora das estradas abertas à visitação; Entrar com armas brancas ou de fogo; Fazer churrasco ou fogueira. O parque ainda orienta: Os visitantes devem estar atentos sobre as distâncias e grau de dificuldade das trilhas; Observar as condições climáticas do dia da visita; Percorrer as trilhas com calçados fechados, reforçados e confortáveis. Chinelos, sandálias e saltos não são recomendados para caminhadas em trilhas; Levar sempre protetor solar, chapéu, repelente, capa de chuva, água e um lanche; Beber muita água: a desidratação é uma causa comum de mal estar nas trilhas; Obedecer as normas do Parque Nacional mantendo-se nas trilhas sinalizadas; Atividades em ambientes naturais apresentam riscos, como: presença de animais peçonhentos e exóticos, risco de perder-se, machucar-se, afogar-se, entre outros; Esteja preparado para as adversidades em caso de acidentes ou incidentes; O Parque não tem serviço de resgate. Portarias De acordo com a direção do Parque Nacional Serra da Canastra, estão abertas as quatro portarias da unidade: três localizadas em São Roque de Minas e uma no município de Sacramento, no Triângulo Mineiro. LEIA TAMBÉM: Covid-19: Parque Nacional da Serra da Canastra é fechado para visitação em MG Parque Nacional da Serra da Canastra volta a ser fechado devido à pandemia da Covid-19 Covid-19: Parque Nacional da Serra da Canastra é reaberto para visitação em MG VÍDEOS: veja tudo sobre o Centro-Oeste de Minas:

André Luiz Leonel Andréa, foi condenado a detenção em regime aberto, pouco mais de um ano depois de agredir uma mulher de 44 anos enquanto ela estava algemada em um quartel da PM de Bonito. Mulher algemada é agredida por PM em Batalhão da Polícia Militar de Bonito (MS) O 2º tenente da Polícia Militar, André Luiz Leonel Andréa, foi condenado a um ano, cinco meses e dez dias de detenção em regime aberto pelos crimes de lesão corporal leve e injúria, pouco mais de um ano depois de agredir uma mulher de 44 anos enquanto ela estava algemada em um quartel da PM de Bonito, a 296 quilômetros de Campo Grande. (Veja no vídeo acima) De acordo com a decisão da Justiça Militar, que saiu no último dia 13, André Luiz não poderá ter a suspensão condicional da pena, "levando-se em consideração as circunstâncias do crime (gravidade de seu comportamento e proporção que os fatos tomaram) e sua conduta posterior de tentar destruir provas materiais de seus crimes". Um outro PM, o cabo Osvaldo Silvério da Silva Júnior, foi condenado a 7 meses de prisão por prevaricação no mesmo caso da mulher agredida no quartel. Osvaldo, porém, teve a pena suspensa por 2 anos, mediante algumas condições fixadas na sentença, podendo apelar em liberdade caso não seja preso por outro motivo. Ele já entrou com recurso pedindo absolvição no caso. As agressões O 2º Tenente da PM André Luiz agrediu uma mulher de 44 anos enquanto estava algemada em um Batalhão da PM de Bonito, a 296 quilômetros de Campo Grande. O caso ocorreu no dia 26 de setembro de 2020, mas as imagens de câmeras de segurança só foram divulgadas quase dois meses depois e viralizaram nas redes sociais. Imagens de câmeras de segurança mostram Tenente da PM dando socos e chutes em mulher algemada em Bonito (MS) OAB/Divulgação Na época, a PM disse que identificou os policiais envolvidos e determinou a instauração de um Inquérito Policial Militar (IPM) para investigar os fatos. Com a divulgação do vídeo, ela foi até a corregedoria da Polícia Militar em Campo Grande (MS) onde registrou Boletim de Ocorrência e entrou com ação na justiça contra o estado. A mulher contou ao g1 e à TV Morena que havia ganhado a viagem a Bonito de presente de aniversário do marido, que é policial militar, e que foi até a cidade turística com os 3 filhos. Ela disse que, no terceiro dia de viagem, foi até um restaurante para pegar "arroz e feijão" para a filha caçula de 3 anos, que tem transtorno do espectro do autismo e estaria com fome. Ainda segundo a mulher, ela pediu pressa à atendente para a menina não chorar. Porém, de acordo com ela, a comida demorou mais de uma hora e meia. A mulher discutiu com a dona do local, que teria chamado a criança de "verme da sociedade", o que teria iniciado uma confusão que precisou da intervenção da Polícia Militar. LEIA TAMBÉM: O que se sabe sobre o caso do vendedor que aparece em vídeo sendo humilhado por gerente do Carrefour Nº de mortos pela polícia em 2020 no Brasil bate recorde Ela foi levada até o quartel da Polícia Militar no município, e o Conselho Tutelar acionado para levar os filhos da mulher para um abrigo. Este foi o momento das agressões gravadas em vídeo, de acordo com a vítima. "Eu fiquei desesperada quando soube que iria ficar sem meus filhos e aí o policial me deixou naquela sala, sem poder ligar para ninguém", afirmou. Nas imagens filmadas por uma câmera de segurança, é possível ver o homem agredindo a mulher com socos, tapas e chutes. Ele só é parado quando outra policial militar consegue o afastar de perto da vítima, que tenta se defender. Ainda segundo o depoimento da vítima, ela foi levada até a Delegacia da Polícia Civil, onde passou 48 horas presa por desacato. Na época da divulgação do vídeo, a Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Mato Grosso do Sul divulgou nota de repúdio, afirmando que as imagens "são estarrecedoras, fortes e somente corroboram, infelizmente, que a violência advinda de onde se espera justamente a proteção se traduz em banalização e o despreparo do agente para o exercício de uma das funções mais relevantes de Estado que é garantir a proteção e segurança das pessoas". Veja mais vídeos de Mato Grosso do Sul:

Segundo o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), prejuízo aos cofres públicos ultrapassa R$ 4 milhões. O g1 procurou a Prefeitura. Oziel Gomes (PSD) é o atual prefeito de Espera Feliz Facebook/Reprodução O atual prefeito de Espera Feliz, Oziel Gomes (PSD), e o ex-prefeito, João Carlos Cabral de Almeida, foram processados por fraudes em contratações. Segundo o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o prejuízo aos cofres públicos ultrapassa R$ 4 milhões. A informação foi divulgada pelo órgão na terça-feira (26). O g1 entrou em contato com a Prefeitura, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria. No site do Executivo não há e-mail disponível para contato com a imprensa, portanto, não foi possível enviar solicitação de posicionamento. A reportagem entrou em contato também com a promotoria para solicitar o nome da defesa dos acusados, que explicou que como o processo ainda não foi movimentado e ainda não houve nenhuma contestação, não é possível verificar a demanda. O veículo seguirá acompanhando o andamento do processo. Por meio da Promotoria de Justiça de Espera Feliz e com a cooperação do Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa da Probidade Administrativa e do Patrimônio Público (Gepp), foi ajuizada uma Ação Civil Pública (ACP) por atos de improbidade administrativa contra os acusados. Conforme a ação, o atual prefeito, que na época dos fatos exercia mandato de vereador, e o ex-prefeito, juntamente com um servidor e um empresário, que não tiveram os nomes e as idades divulgadas, foram responsáveis por fraudar 11 procedimentos licitatórios, nos anos de 2013 a 2015, para que empresas do então vereador fossem favorecidas e indevidamente contratadas, em contrariedade à legislação municipal e às regras estabelecidas pela Lei de Licitações. Investigação A investigação conduzida pela Promotoria de Justiça de Espera Feliz, em Inquérito Civil Público, contou com a cooperação do Gepp. Durante o procedimento, foram promovidas diversas medidas cautelares probatórias, como buscas e apreensões e quebras de sigilos de dados bancários, que permitiram, mediante análise de documentos e cruzamento de dados, a comprovação dos fatos. De acordo com o MP, foi apurado que o prefeito Oziel Gomes utilizou empresas “laranjas”, ou seja, registradas em nome de outras pessoas, para a empresa dele ser ilegalmente contratada pelo município de Espera Feliz, uma vez que o cargo político que ele ocupava o impedia de ser contratado. "O processo foi feito através de procedimentos licitatórios conduzidos por um servidor do município e com a efetiva participação do ex-prefeito João Carlos Cabral de Almeida", citou o MP. Com isso, entre os anos de 2013 e 2015, o município realizou 11 contratações, por meio da modalidade pregão presencial, para fornecimento de itens relacionados ao aluguel de veículos, como caminhões e tratores, além do fornecimento de madeira. O valor total contratado foi de R$ 4.744.084,32. "Para o desenvolvimento desse esquema fraudulento, o ex-vereador, hoje prefeito do município, também desempenhava, segundo apurado, informal e indevidamente, a função de secretário de Obras, contando com o apoio e cumplicidade dos demais envolvidos. Assim, ele conseguia se auto-contratar, gerir a execução de seus contratos e, ao fim, garantia seus pagamentos por parte do erário, independente de fiscalização ou cumprimento do serviço", completou o órgão. Sanções Entre valores atualizados do dano ao erário e multa, o Ministério Público pede, além de outras sanções previstas na Lei de Improbidade, como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e proibição de contratar com o Poder Público, a condenação dos envolvidos e o pagamento de R$ 14.232.252,96. Grupo especial O Grupo Especial de Promotores de Justiça de Defesa da Probidade Administrativa e do Patrimônio Público (Gepp) faz parte da estrutura do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Público (Caopp), do Ministério Público de Minas Gerais. Ele tem a finalidade de prestar auxílio aos integrantes do Ministério Público incumbidos da prevenção e repressão aos ilícitos penais e civis praticados em detrimento do patrimônio público ou que atentem contra a probidade administrativa, atribuídos a agentes vinculados à Administração Pública direta ou indireta, estadual ou municipal, ou a entidades privadas que sejam destinatárias de recursos públicos. VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes

Postagem na página da Igreja Fonte da Vida rendeu vários comentários de pessoas apoiando, fazendo piadas e até mesmo criticando a iniciativa. Celebração acontece em novembro. Igreja viraliza na web ao anunciar culto para pets, em Goiânia Reprodução/Instagram Uma igreja goiana viralizou na web ao anunciar um culto para pets. A postagem na página oficial da Igreja Fonte da Vida rendeu vários comentários de pessoas apoiando, fazendo piadas e até mesmo criticando a iniciativa. “Música vai ser late coração”, escreveu um internauta fazendo referência ao sucesso sertanejo, que também está viralizado na internet. Em nota, o Apóstolo César Augusto disse que a ideia é levar a mensagem de Deus para as pessoas que estão carentes, precisam ir à igreja e geralmente não vão, mas se apegam a um animal. "Portanto, seria uma obra evangelística, que usa os animais para atingir os donos" (veja na íntegra ao final do texto). Internautas criticam 'culto pet' promovido por igreja de Goiânia Reprodução/Instagram O comunicado da igreja diz ainda que culto será realizado pela primeira vez e que acontecerá no dia 27 de novembro, em Goiânia. A publicação chama os fiéis para “orar abençoando o pet”. LEIA TAMBÉM: Viúva não libera o corpo de pastor para enterro após ele escrever que ressuscitaria no 3º dia, diz advogado Viúva de pastor que escreveu que ressuscitaria ficou três dias na funerária acreditando que ele voltaria a viver: 'Usamos a fé' Em outro comentário, uma pessoa diz não acreditar no anúncio: “Se alguém me dissesse, eu não acreditaria. Eu vendo não quero acreditar. Que tempos estranhos”. Outra internauta chegou a acreditar que o post seria uma brincadeira: “Esse insta foi hackeado? Só pode”, escreveu. Mas a publicação é sim verdadeira e explica ainda que será necessária a realização de inscrição para que o pet possa participar do evento, que tem vagas limitadas. A igreja explicou ainda que o culto vai acontecer no estacionamento e que o ambiente estará preparado receber todos os animais. “Chamem de qualquer coisa, menos de culto. Respeitem o evangelho de Cristo”, criticou uma pessoa em sua rede social. 'Culto Pet' organizado por igreja goiana viraliza nas redes sociais; internautas fazem piadas e críticas Reprodução/Twitter Fiéis apoiaram Nem tudo é só crítica ou piada. Muitos fiéis também compartilharam a publicação apoiando e defendendo a iniciativa. “O culto é para Jesus! É mais uma oportunidade para alcançarmos os donos dos pets com a mensagem do evangelho. Você acha que o pet vai sozinho? Claro que não!”, escreveu. Fiéis defendem igreja após anúncio de 'Culto Pet' viralizar na web, em Goiânia Reprodução/Instagram “Aprendam a ter empatia em vez de reclamarem. Quantas pessoas que se dizer ter um coração bom chamando de absurdo ou falta de senso. Para que isso?”, escreveu outro internauta. Uma internauta citou um versículo bíblico que diz que “os bons cuidam bem dos sues animais, porém o coração dos maus é cruel” e completou dizendo que “amou a novidade”. “Adorei. Temos que orar pelos nossos pets sim,. Se morasse em Goiânia, com certeza levaria a Mel e o Neto”, comentou citando os nomes de seus animais. Fiéis defendem igreja após anúncio de 'Culto Pet' viralizar na web, em Goiânia Reprodução/Instagram Nota da igreja na íntegra A meta, segundo o Apóstolo César Augusto é; levar a mensagem de Deus para as pessoas que estão carentes, precisam ir à igreja e geralmente não vão, mas se apegam a um animal. Portanto, seria uma obra evangelística, que usa os animais para atingir os donos. Nos EUA tem muito disso, não é algo que criamos. A Igreja Católica já tem esse costume também. Essas pessoas estão muito isoladas. Acreditamos que, além de ser evangelístico, [o culto] pode até ajudar pessoas a se socializarem quando elas não têm uma ponte para se aproximar de outros. Veja outras notícias da região no g1 Goiás. VÍDEOS: últimas notícias de Goiás

Veículo foi localizado por policiais militares tombado e em chamas, próximo à Fazenda Bom Retiro. Vítima, de 29 anos, não se machucou e não teve nenhum outro pertence levado. Carro roubado em Porto Real é encontrado incendiado em Quatis Divulgação/Polícia Militar Uma mulher teve o carro roubado durante um assalto na manhã desta quarta-feira (27) em Porto Real (RJ). Segundo a Polícia Militar, ela contou que foi abordada por dois homens, um deles armados, na Rua José dos Santos, no bairro Jardim Real, próximo ao Centro da cidade. Assim que ficaram sabendo do roubo, os agentes fizeram buscas pela localidade e encontraram o veículo abandonado em Quatis (RJ), município vizinho. O automóvel estava tombado e em chamas na estrada da Fazenda Bom Retiro. O local passou por perícia da Polícia Civil. Ainda de acordo com a PM, a vítima, de 29 anos, não se machucou e não teve nenhum outro pertence levado além do carro. Um boletim de ocorrência foi aberto na delegacia de Porto Real. Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito pelo roubo havia sido identificado. Clique aqui e siga o g1 no Instagram VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul

Caso ocorreu no dia 19 de outubro e vítima foi Andresa Sousa, de 34 anos, que se apresentava no local. Suspeita também deve responder por vias de fato – violência corporal que não deixa lesão; ela nega acusações. Cantora Andresa Sousa diz ter sido vítima de injúria racial, no DF Arquivo pessoal A Polícia Civil do Distrito Federal indiciou, nesta terça-feira (26), uma empresária por injúria racial contra a cantora Andresa Sousa, de 34 anos. O caso ocorreu no dia 19 de outubro, no Vasto Restaurante, na quadra 108 Sul. A cantora afirma que, enquanto se apresentava, Valkíria Tavares de Moraes Cardoso, de 59 anos, deu dois tapas no braço dela e disse: "Aprende a cantar, sua negra! Essa negra precisa aprender a cantar". LEIA TAMBÉM: EM SHOPPING: Influenciador negro diz ter sido abordado por PMs que afirmaram que ele tem 'jeito de bandido', em Brasília CRIME: 'A gente não esperava por aquilo', diz pintor xingado com filhos de 'negrada do inferno' SAIBA MAIS: Entenda a diferença entre racismo e injúria racial O indiciamento foi confirmado pelo delegado Maurício Iacozzilli, da 1ª Delegacia de Polícia, na Asa Sul, onde o caso foi registrado. A suspeita, também conhecida como Kika Cardoso, ainda deve responder por vias de fato – violência corporal que não deixa lesão. O g1 não conseguiu contato com a mulher nesta quarta-feira (27). No entanto, após a repercussão do caso, ela negou as acusações, em entrevista à TV Globo. "Eu não chamaria ela de negra porque eu não sou racista. Aliás, ela mesmo fala que as pessoas chamam ela de negra, preta, enfim. Mas eu não vejo a situação do tamanho que ela tá colocando", disse. O inquérito será avaliado pelo Ministério Público do DF, que vai decidir se apresenta denúncia contra a suspeita ou não. Pedido de música Cantora Andresa Sousa diz ter sido vítima de injúria racial durante show, no DF Na ocasião, Andresa se apresentava e, a pedido do público, cantou uma canção em inglês. Foi quando a cliente alegou que a artista tinha errado a letra da música. "Ela me disse que eu tinha que aprender a cantar. Falei que tudo bem e que faria direitinho. Mas a senhora insistiu em dizer que eu tinha errado a letra e pediu para eu parar de sorrir. Em seguida, quando achei que ela ia sair, ela me olhou, deu dois tapas fortes no meu braço e falou novamente para eu aprender a cantar", detalhou a cantora. Após a agressão, segundo Andressa, a suspeita ainda voltou ao palco mais uma vez e disse "aprende a cantar, sua negra". Em nota, o Vasto Restaurante avaliou o ocorrido como "triste", e disse que é "veementemente contra qualquer ato e/ou fala que endosse o crime de injúria racial". Segundo o Código Penal, injúria racial se refere a ofensa à dignidade ou decoro, utilizando palavra depreciativa referente a raça e cor com a intenção de ofender a honra da vítima. A pena é de 1 a 3 anos de reclusão. Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.
Segundo especialistas, dois fatores influenciam na tonalidade observada no céu do Pantanal no raiar e no fim do dia: o espalhamento de luz e a fisionomia da visão. Céu avermelhado do Pantanal no raiar e no crepúsculo do dia encanta estrelas de remake O céu avermelhado no raiar e no crepúsculo do dia no Pantanal sul-mato-grossense está encantando algumas das principais estrelas do remake da novela de mesmo nome do bioma, que está sendo gravada em várias propriedades rurais da região de Aquidauana. Julia Dalavia, José Loreto e Dira Paes não resistiram a beleza do cenário e registraram o tom avermelhado do céu no pôr do sol de terça-feira (26) e na alvorada desta quarta (27). As fotos e vídeos foram postados nas redes sociais dos artistas e viralizaram. Dira Paes, que viverá Filó, mãe do personagem Tadeu, que será interpretado por José Loreto escreveu: “Uau Pantanal!!!🧡🧡🧡 Essa terra não pode queimar!”. Já José Loreto registrou sua caminhada matinal com o céu avermelhado ao fundo. Céu vermelho Segundo especialistas, dois fatores influenciam na tonalidade observada no céu do Pantanal no raiar e no fim do dia: o espalhamento de luz e a fisionomia da visão. No caso do céu avermelhado, ou laranja avermelhado, isso ocorre porque o comprimento de onda de luz emitido durante o nascer ou o pôr do sol, visto no horizonte, sofre interferências (da poluição, por exemplo) ao entrar na atmosfera e está sendo espalhado em direções diferentes da nossa linha de visão. O físico do Laboratório de Ciência Atmosférica da UFMS, Widinei Alves Fernandes, explica o fenômeno que encantou os atores nos últimos dois dias no Pantanal. “Esse efeito ocorre quando a luz que vem do sol interage com a atmosfera. Quando a atmosfera possui um pouco mais de poluentes, isso contribui para espalhar mais a luz. E a luz que menos se espalha e, portanto, tem um caminhar mais longo para atingir o observador, no caso do pôr do sol e do nascer do sol, é a luz vermelha. Por isso fica avermelhado", comentou. Ele completou ainda que "essa intensidade mais avermelhada está ligada ao fato de que, nesse período, às vezes por uma queimada da região e outros fatores como o aumento de poluição, que são partículas pequenininhas que intensificam esse efeito, isso faz com que o céu fique avermelhado. É uma característica da época do ano”. Veja mais vídeos de Mato Grosso do Sul:

Imóvel foi localizado em Mongaguá. Investigações foram conduzidas por policiais da 1ª Delegacia de Investigações Gerais de Santos. Polícia localizou imóvel e apreendeu objetos em outros dois endereços Divulgação/Polícia Civil A Polícia Civil localizou um imóvel onde funcionava uma suposta central de golpes bancários em Mongaguá, no litoral de São Paulo. Quatro suspeitos foram presos pelos crimes de associação criminosa e estelionato. A equipe encontrou o local durante investigações nesta terça-feira (26). A investigação foi conduzida por policiais da 1ª Delegacia de Investigações Gerais da Deic de Santos. De forma simultânea, equipes deram cumprimento a mandados de busca e apreensão decorrentes de diligências sobre os crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. Em um imóvel no bairro Parque das Bandeiras, em São Vicente, foram apreendidos dois celulares e seis cartões bancários. Em um apartamento no bairro Vila Tupi, em Praia Grande, as autoridades apreenderam um notebook, diversos documentos, seis relógios de pulso, um aparelho celular, uma pequena porção de maconha e um veículo. Nos dois imóveis, os alvos das investigações não foram encontrados. Imóvel foi localizado em Mongaguá, e investigações foram conduzidas pela 1ª Delegacia de Investigações Gerais de Santos Divulgação/Polícia Civil Na sequência das diligências, outra equipe foi até a Avenida Cidade de Santos, no bairro Balneário Santa Eugênia, em Mongaguá. No local, os policiais encontraram a central clandestina de acesso aos sistemas informatizados de instituições financeiras. Quatro homens, de 24, 33, 34 e 41 anos, foram presos. Dois deles são moradores da cidade de São Paulo. Segundo a polícia, em uma análise preliminar, os investigadores notaram que os diversos equipamentos apreendidos exibiam em suas telas imagens contendo dados de correntistas e informações bancárias. A perícia foi acionada. Questionados, os suspeitos confirmaram que pretendiam praticar crimes de estelionato. A polícia informa que as investigações prosseguem para identificar possíveis vítimas de golpes dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante pelos crimes de associação criminosa e estelionato. VÍDEOS: As notícias mais vistas do G1

Evento, que volta a ocorrer de forma presencial, começa nesta quinta-feira (28) e segue até o próximo domingo (31). Franguinho Afetuoso está entre os pratos concorrentes da Rota Gatronômica Luciana Pires/Prefeitura de Palmas Um total de 38 pratos serão avaliados durante a 15ª edição do Festival Gastronômico de Taquaruçu. O evento presencial começa nesta quinta-feira (28) e segue até o próximo domingo (31). Como nos anos anteriores, os competidores deverão apresentar comidas que tenham ingredientes culinários regionais. Veja abaixo a lista de participantes O evento será na praça Vereador Tarcísio Machado, em Taquaruçu, distrito de Palmas. Além do circuito gastronômico, a programação vai contar com shows de artistas regionais, apresentações circenses e encontros e palestras de grandes chefes da culinária brasileira e tocantinense. Nesta edição serão mantidas as cinco categorias tradicionais do FGT: Comidinha Salgada Prato Salgado Prato Doce Trailer/FoodTruck Rota Gastronômica Os 38 pratos que participam da competição foram escolhidos na fase de degustação. Agora eles concorrerão a prêmios em dinheiro. Todos serão avaliados por profissionais das áreas de alimentos e bebidas da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Abrasel, Tocantins. Os pratos vencedores vão receber a seguinte premiação nas quatro categorias: 1° lugar - R$ 6 mil; 2° lugar - R$ 2 mil e 3º lugar – R$ 1 mil. Os participantes inscritos são os seguintes: Prato Salgado Débora Almeida Lima Oliveira - Chamba Lone Maria de Fátima Batista Silva - Favinha do Norte Bruna Luiza Ferreira de Oliveira Risoto Pé de Serra Nayanne de Araújo Lima da Costa - Panelinha Tocantinense Maria Celma Pereira de Sousa - Baião do Cerrado Rosivan Batista dos Santos – Piraçú Maria Maciquele B. da Cunha - Carne de Sol na Jerimum Marly Pereira da Cruz Soares - Do Lago a Serra Adilina da S. Noleto – Moqueca Peixe Mapara Comidinha Salgada Ilana Borges de França - Oxe My Dog Maria Ribeiro Lima de Sousa - Pastel Trio da Serra Romel Rodrigues de Miranda - Crepe Capim Dourado Robson Correa Soares - Pastel do cerrado Heverton Marinho Lacerda - Quiche Queijo da Terra Antônia Neta Alves Cardoso – Chambatoca Lucivanda Oliveira de Souza Correia - Jaca Atolada Mateus Almeida Lima - Brasa da Toca Maria do Socorro Nascimento Cavalcante - Coxinha Caju Prato doce Valéria da Silva Ferreira - Torta Chocobarú Giovana Alves de Alencar - Pudim Sabor do Cerrado Liliane Maria Oliveira - Banoffe na Cumbuca Tiago Rodrigues da Costa - Delirium do Cerrado Marina Ruskaia Ferreira Bucar - Éclair do Paredão Clebeson de Santana e Silva Alves - Torta Cupúbarú Vérica Miranda da Silva - Cake Tocantinense Lais Benício Martins - Supremo Tropical da Liss Denise Ferreira Mendes - Bolo no Pote Tropical Food Truck Filipe Ribeiro Fernandes dos Santos – Miozin Thaynara Alves Lucena - Vulcão Tocantinense Suzana Lima Martins - Panqueca Porquinho de Ouro Rota Gastronômica Pousada das Flores (Kênia de Moura Borges) - Tatacajú Vila Dos Sabores (Victor Augusto Costa) Tem Cupim na Mandioca Mandala (Jaquelyne Costa dos Santos) - Frango ao Creme de Pequi com Crosta de Babaçu Pote de Ouro Arts (D-aniella Aires Borges) - Paçoca no Pote Rota Gastronômica – Convidados Zezinho Espetus (Bruna Cardoso de Sousa Vieira) Sabor Food Truck (Márcia Francisca da Costa) Pousada Aldeia (Tatianne Barros) Raclete de queijo com jabuticabas Armazém Antonina (Luzetania Barros) Empada de Chambari Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Funcionários alegam que foram ameaçados com arma de fogo. Delegado diz que deu voz de prisão pelo crime de dano, já que a energia foi cortada mesmo diante da apresentação do comprovante de pagamento. Josemar Portes deu voz de prisão para equipe da Energisa Asscom/Polícia Civil Um impasse entre o delegado-geral da Polícia Civil do Acre, Josemar Portes, e uma equipe da Energisa virou caso de polícia nessa terça-feira (26). De acordo com o boletim de ocorrência, dois funcionários da distribuidora acionaram a Polícia Militar informando que estavam sendo ameaçados com arma de fogo ao cumprir ordem de corte de energia em uma casa no bairro Raimundo Melo, em Rio Branco. Compartilhe esta notícia no WhatsApp Compartilhe esta notícia no Telegram No boletim, os dois funcionários alegam que estava sendo ameaçados para fazerem a religação da energia na casa. Ainda sengundo a PM, ao chegar no local o morador da casa era o delegado Portes, que informou que a equipe havia cortado a energia mesmo ele apresentando o comprovante de pagamento. Por isso, havia dado voz de prisão aos dois, podendo ser conduzidos à Delegacia de Flagrantes (Defla). Ao g1, o delegado contou que deu voz de prisão à equipe pelo dano causado e que fez isso como cidadão e não como delegado. A equipe da Energisa não sabia que se tratava do delegado-geral da Polícia Civil, segundo o boletim de ocorrência. “A equipe foi na minha casa, solicitou o comprovante de pagamento e, enquanto a minha esposa estava procurando o comprovante dentro da casa, fizeram o corte. Tão logo foi comprovado o pagamento, pedi que religassem a energia, mas eles se negaram. Então, eu, como cidadão, não como delegado, dei voz de prisão por crime de dano e perturbação de sossego. Cortar luz de qualquer residência indevidamente é crime de dano”. conta o delegado. Somente após a voz de prisão e sabendo que poderiam ir parar na delegacia, os funcionários religaram a energia e acionaram a PM, que orientou o registro do boletim de ocorrência e não precisou conduzir o delegado porque, segundo a equipe, não havia confusão no momento. No BO, os funcionários chegaram a alegar que iriam acionar a Corregedoria da Polícia Civil. Portes explica que após religarem a energia, ele retirou a voz de prisão e agora deve ingressar na Justiça contra a empresa pelo crime de danos morais. Em nota, a Energisa reforçou que houve ameaça com arma de fogo e que não houve nada de errado com a abordagem da equipe. Sobre o uso da arma de fogo na ação, o delegado não se posicionou. “A Energisa acrescenta que todas as atividades de suas equipes são filmadas, tendo sido as imagens e o áudio entregues às autoridades para as devidas providências legais”, destaca. VÍDEOS: g1 em 1 minuto

O remédio, o primeiro em formato de comprimido, diminuiu pela metade as hospitalizações e mortes pela doença, segundo a Merck. Remédio experimental chamado de molnupiravir, desenvolvido pela Merck & Co, contra a Covid Merck & Co Inc/Handout via REUTERS O laboratório Merck (MSD) anunciou nesta quarta-feira (27) um acordo com a Medicines Patent Pool (MPP), apoiado pelas Nações Unidas, que permitirá que mais empresas fabriquem versões genéricas do seu remédio experimental contra a Covid-19, o molnupiravir. O antiviral é destinado ao tratamento de pessoas infectadas com a doença. O acordo facilitará o acesso global a preços acessíveis do medicamento em 105 países de baixa e média renda. "Este é o primeiro licenciamento de uma tecnologia médica contra Covid-19 transparente e voluntário voltado à saúde pública", disseram MSD e MPP em um comunicado conjunto. O que se sabe sobre o medicamento Merck pede autorização da FDA para uso de emergência de comprimido contra Covid-19 OMS aguarda dados da Merck sobre comprimido contra Covid-19 Empresas poderão solicitar um sublicenciamento da MPP, e o licenciamento, que também inclui transferência de tecnologia, permanecerá isento de direitos de propriedade enquanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificar a pandemia como uma "Emergência de Saúde Pública de Relevância Internacional", disse o comunicado. As autoridades reguladoras de medicamentos nos Estados Unidos e na União Europeia já começaram a avaliação do remédio. Farmacêutica americana anuncia antiviral que reduz pela metade hospitalizações e mortes por Covid Molnupiravir No começo de outubro, a MSD anunciou que o molnupiravir, reduziu as hospitalizações e mortes em pessoas no início da infecção com o coronavírus. O comprimido age interferindo com uma enzima que o coronavírus usa para copiar seu código genético e se reproduzir. O remédio mostrou atividade semelhante contra outros vírus. Um estudo de fase 3 acompanhou 775 adultos com Covid-19 leve a moderada e que foram considerados de maior risco para desenvolver um quadro grave da doença – devido a problemas de saúde como obesidade, diabetes ou doenças cardíacas ou por terem mais de 60 anos. Os pacientes que receberam o molnupiravir em até 5 dias após o início dos sintomas da Covid tiveram cerca de metade da taxa de hospitalização e morte em relação aos pacientes que receberam um comprimido inativo (placebo). O medicamento não é indicado para pacientes em estado grave. VÍDEOS mais vistos do g1 nos últimos dias
Batida aconteceu no bairro Purys. Vítima, de 40 anos, teve ferimentos leves e foi encaminhada para hospital. Um motociclista ficou ferido ao se envolver em um acidente com uma van no fim da manhã desta quarta-feira (27) em Três Rios (RJ).A batida aconteceu na Rua Engenheiro Walcrueze Meireles, no bairro Purys. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima, de 40 anos, teve ferimentos leves e foi encaminhada para o Hospital Nossa Senhora da Conceição, mas já recebeu alta. O trânsito na rua ficou bloqueado durante o atendimento à vítima e liberado em seguida. Clique aqui e siga o g1 no Instagram VÍDEOS: as notícias que foram ao ar na TV Rio Sul

A falta de água foi registrada nas seguintes cidades: São Lourenço do Piauí, Dirceu Arcoverde, Várzea Branca, Guaribas, Anísio de Abreu e São Raimundo Nonato. Municípios do Piauí ficam sem água devido à vazamento em adutoras Reprodução/RPC Seis municípios no Piauí estão sem água nesta quarta-feira (27). Em cinco deles, segundo a Agespisa, a interrupção no abastecimento ocorreu devido à vazamentos em adutoras. Em São Lourenço do Piauí e Dirceu Arcoverde, a falta de água foi causada por causa de um vazamento em uma adutora de 150 mm. A previsão é que o serviço de correção na adutora seja concluído até às 16h desta quarta. No município de Várzea Branca e nos povoados Minador e Baixão dos Santos, em Anísio de Abreu, aconteceu um vazamento em uma adutora de 200 mm e, por este motivo, as localidades estão sem água. A Agespisa informou que o vazamento será corrigido até às 17h desta quarta. Já em São Raimundo Nonato, o motivo do desabastecimento é devido a um vazamento em uma adutora de 150 mm e na rede de distribuição de 60 mm. A correção, assim como em Várzea Branca e em Anísio de Abreu, também ocorrerá até às 17h desta quarta. Nas cinco cidades, conforme a concessionária, a regularização no abastecimento de água irá ocorrer de forma gradual. Os moradores de Guaribas também estão sem água. Entretanto, o desabastecimento foi acarretado por outro motivo: a queima de uma bomba de estação elevatória. A previsão é que a água volta para as residências na quinta-feira (28). Confira as últimas notícias do g1 Piauí VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube

O objetivo é otimizar o espaço do cemitério. Cemitério Jardim da Paz em Lucas do Rio Verde Prefeitura de Lucas do Rio Verde/Maryuska Pavão As famílias de pessoas que foram sepultadas no Cemitério Municipal em Lucas do Rio Verde, no norte de Mato Grosso, tem até o fim do mês de novembro para fazer o recadastramento dos túmulos. O objetivo é otimizar o espaço do cemitério, que está chegando próximo ao limite. Famílias precisam recadastrar túmulos em Cemitério Municipal de Lucas do Rio Verde (MT) Ascom Prefeitura/Aline Albuquerque O recadastramento pode feito pelo site da prefeitura. Para quem não tem acesso à internet ou tem dificuldades para realizar o procedimento, é possível comparecer na administração do cemitério para atualizar o cadastro. Em caso de dúvida, podem entrar em contato pelos telefones (65) 3548-2591/ 3548-2576 ou por e-mail com o assunto 'atualização de cadastro - Cemitério Municipal Jardim da Paz' para [email protected]

Comunidade indígena Suruí Aikewara foi afetada pela construção das BRs 230 e 153, diz MPF. De acordo com o órgão, execução de medidas é obrigação do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). MPF pede que Dnit dialogue com as comunidades para evitar que direitos indígenas continuem sendo violados. Itair Suruí O Ministério Público Federal (MPF) pediu que a Justiça obrigue o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) a elaborar um cronograma de ações para reduzir os danos socioambientais causados aos indígenas Suruí Aikewara, da aldeia Sororó, pela construção das BRs 230 e 153 no Pará. O pedido foi feito nesta terça-feira (26) ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília. O MPF solicitou também que fosse suspensa decisão que punia os Aikewara por terem bloqueado a rodovia BR-153, que atravessa a Terra Indígena. A comunidade reside nas proximidades dos km 93,20 e 103.40 da BR-153. O DNIT havia entrado na justiça contra a ocupação da rodovia, feita entre os dias 14 e 19 de outubro. A decisão judicial determinou a retirada dos Aikewara inclusive por meio do uso de força policial, se necessário. Na ocasião, a comunidade protestavam contra a falta de medidas de redução de impacto no Plano Básico Ambiental (PBA), decorrente da construção da BR-153. O MPF entrou com recurso para que em vez de punir a aldeia Sororó, Justiça obrigue o Dnit a dialogar para evitar que direitos indígenas continuem sendo violados, já que a execução das medidas é 'obrigação do departamento', defende o ministério público. No pedido, o MPF solicita que a decisão contra os indígenas fique suspensa até que seja realizada audiência de conciliação com o Dnit. A multa diária aplicada aos Aikewara é de R$ 1 mil em caso de nova ocupação da rodovia federal. Sobre a pena aplicada à Aldeia por causa do bloqueio, o MPF avalia que a multa para a comunidade indígena é muito alta, devido a grande vulnerabilidade social e financeira na qual se encontram. Além disso, o uso da força policial para a retirada dos indígenas pode gerar um conflito desnecessário, alega MPF. VÍDEOS com as notícias sobre o Pará O MPF afirma que o pedido é para que em vez de punir a aldeia Sororó, Justiça obrigue o Dnit a dialogar para evitar que direitos indígenas continuem sendo violados, já que a execução das medidas é 'obrigação do departamento', defende o ministério público.