Simule e contrate

g1


Projeto objetiva atender as necessidades de orientação e aperfeiçoamento profissional das gestões municipais. Conselheiros do TCM-PA na abertura da etapa do CAPACITação no município de Paragominas TCM-PA/Divulgação O retorno do projeto ‘CAPACITação’ promovido pelo Tribunal de Contas dos Municípios do Pará (TCMPA) vai contemplar Santarém, oeste do Pará, como primeiro município a receber a ação. As inscrições estão abertas para gestores e servidores públicos de 29 municípios do oeste paraense, e o evento ocorre de 24 a 27 de maio. Compartilhe esta notícia no WhatsApp Compartilhe esta notícia no Telegram O projeto, desenvolvido por meio da Escola de Contas Públicas Conselheiro Irawaldyr Rocha, tem como objetivo atender as necessidades de orientação e aperfeiçoamento profissional das gestões municipais, principalmente com relação às alterações de legislações vigentes. Mais de 20 cursos e palestras serão ofertados durante os quatro dias de evento. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site da Escola de Contas Públicas do TCMPA www.tcm.pa.gov.br/escoladecontas. O interessado deve selecionar as atividades pedagógicas conforme atuação em prefeituras, câmaras de vereadores, fundos municipais e outros órgãos públicos. Alguns dos assuntos abordados, serão os aspectos da nova Lei de Licitações, o fortalecimento dos conselhos de controle social, gestão e fiscalização de contratos, o novo Fundeb, os sistemas do TCMPA e convênios públicos. A abertura do projeto será no auditório da Associação Comercial de Santarém, rua Siqueira Campos, no 565, no bairro Centro, a partir das 8h30 da próxima terça-feira (24). A iniciativa conta com parceria do Ministério Público de Contas dos Municípios do Pará (MPCM-PA), Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE-PA) e Ministério Público Estadual (MPPA). VÍDEOS: Mais vistos do g1 Santarém e Região
Vítimas estavam na divisa de Ferraz de Vasconcelos, cidade da Grande SP, com Cidade Tiradentes, bairro do extremo da Zona Leste da capital. Quatro corpos foram encontrados neste sábado (21) na divisa de Ferraz de Vasconcelos, cidade da Grande São Paulo, com Cidade Tiradentes, bairro do extremo da Zona Leste da capital paulista. Os corpos estavam em uma área de mata, próximos à Estrada Sete Cruzes. Ainda não há informação sobre a identidade das vítimas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o local irá passar por perícia e os familiares das vítimas serão ouvidos. A pasta informou ainda que o Setor de Homicídios da Seccional de Mogi das Cruzes foi acionado e o caso será investigado para esclarecer as circunstâncias das mortes. VÍDEOS: Tudo sobre São Paulo e região metropolitana

Pit, como está sendo chamado o cãozinho, ainda passa por exames. Contudo, os médicos veterinários já identificaram que ele tem problemas oculares, ferimentos pelo corpo e a doença do carrapato. Pit bull é abandonado dentro de saco plástico em lixão na Zona Sul de Teresina Raíssa Rocha/Arquivo pessoal Um pit bull de cerca de 5 anos foi abandonado doente dentro de um saco plástico, nessa sexta-feira (20), em um lixão na Zona Sul de Teresina. O animal foi resgatado e passa por exames. Segundo Raíssa Rocha, protetora de animais que fez o resgate de Pit - como está sendo chamado o cãozinho - o animal está bastante debilitado. Ela contou ao g1 que ele foi abandonado porque, provavelmente, os antigos tutores não queriam mais cuidar dele, por estar doente. "Como alguém joga uma vida assim no lixo?", questionou a protetora nas redes sociais. Ao g1, ela disse que conseguiu ajuda para resgatar Pit e levá-lo para uma clínica veterinária, onde está passando por exames. Ele está com uma doença causada por carrapatos, muitos ferimentos pelo corpo, problemas nos olhos e sem fraturas. Pit bull é abandonado dentro de saco plástico em lixão na Zona Sul de Teresina Raíssa Rocha/Arquivo pessoal "Mas ainda estamos aguardando outros exames para ver que doenças ele tem e de quais tratamentos vai precisar. O que sabemos que é ele está com uma insuficiência ocular e vai precisar de um cuidado específico", disse. Até o momento, o tratamento de Pit já está orçado em pelo menos R$ 2 mil e há uma campanha nas redes sociais para custear. Ao final do tratamento, será avaliado se o animal poderá ou não estar apto a uma adoção. 📲 Confira as últimas notícias do g1 Piauí 📲 Siga o g1 Piauí no Instagram e no Twitter VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube

Liderança na Terra Indígena Baú, Mydjere Mekrãgnotire, diz que nove garimpeiros estão detidos na área indígena. MPF diz que 'há risco grave de conflito'. Liderança cobra ação de autoridades sobre invasão de garimpeiros em área indígena no Pará A liderança na Terra Indígena Baú, no Pará, Mydjere Mekrãgnotire, afirma, em vídeo gravado neste sábado (21) por celular, que nove garimpeiros invasores estão detidos em aldeia, após tentativa de reativação de garimpo ilegal - veja acima. "Nesse momento, o cacique e o guerreiro estão lá, eles prenderam nove garimpeiros e (...) a qualquer momento pode acontecer derramamento de sangue por causa do garimpo ilegal". Mekrãgnotire diz, ainda, que órgãos competentes foram acionados há quatro dias, mas ainda não deram respostas. "Cadê o Ministério Público? A Funai? A Polícia Federal? (...) Estamos pedindo apoio há quatro dias e nada de resposta, então cadê o órgão competente para fazer alguma coisa e retirar os garimpeiros não indígenas que estão lá". Aldeia Kayapó, na TI Baú, em Altamira, no Pará. Foto de outubro de 2018. Reprodução / Ascom MPF-PA As lideranças do povo Kayapó afirmam os indígenas querem a presença da Polícia Federal para retirar os invasores detidos. Os Kayapós relatam ainda que flagraram os invasores tentando reativar um garimpo conhecido como Pista Nova, que fica na TI, dentro do território do município de Altamira, no sudeste do Pará. Ainda segundo os Kayapós, o grupo ainda pretendia chegar até um segundo garimpo na região, conhecido Pista Velha, onde indígenas que estariam dando apoio aos invasores instalaram uma aldeia. 'Risco de conflito' Há risco de conflito entre os próprios indígenas - envolvendo os que apoiam o garimpo e os que são contra a exploração ilegal, segundo o Ministério Público Federal (MPF). Informações da aldeia, coletadas por organizações indígenas, cerca de 40 indígenas ou mais podem se envolver no conflito. Área deixada por garimpeiros na TI Baú, no Pará. Foto de outubro de 2018. Reprodução / Ascom MPF-PA O MPF informou, em nota, que acompanha a situação tensa na Terra Indígena Baú e que acionou as polícias Federal (PF) e Civil do Pará (PC) a fim de que tomem providências urgentes. O MPF requisitou à PF que seja utilizada uma aeronave da operação "Guardiões do Bioma", conduzida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para realizar uma ação imediata na área indígena. LEIA TAMBÉM: Garimpos clandestinos são fechados e maquinários, destruídos em terra indígena Kayapó Em nota, a PF disse que tomou conhecimento do assunto e que "está buscando a confirmação mínima dos dados". Caso confirmado, a corporação disse que realizará operação no local. O g1 também solicitou informações à Polícia Civil do Pará e à Funai, mas ainda não havia obtido resposta até a última atualização da reportagem. Terra Indígena Baú Homologada em 2008, a TI Baú é habitada por aproximadamente 188 indígenas de dois povos isolados, em uma área de 1.541 campos de futebol. A área fica dentro do território do município de Altamira. A localidade não possui rede de internet ou telefone e a comunicação só é feita via rádio amador por meio de frequência. VÍDEOS com informações do Pará: Confira notícias da região no g1 PA

Declaração de 13 páginas foi aprovada por consenso pelos países membros da ONU, que participaram de uma reunião de quatro dias para revisar o primeiro acordo internacional sobre migração. Abdulla Shahid, presidente da Assembleia Geral da ONU desde 2021 Justin Lane/Pool via Reuters Mais de 100 países aprovaram uma declaração em que pedem aos governos que intensifiquem seus esforços para alcançar uma migração segura e ordenada, tomando medidas contra o contrabando e o tráfico de pessoas e garantindo que os migrantes sejam respeitados e recebam cuidados de saúde e outros serviços. A declaração de 13 páginas foi divulgada na sexta-feira (20) e aprovada por consenso pelos países membros da ONU, que participaram de uma reunião de quatro dias para revisar o primeiro acordo internacional sobre migração. O Pacto Global foi aprovado pela Assembleia Geral da ONU em dezembro de 2018 e os participantes da reunião desta semana recomendaram que o órgão mundial com 193 membros também endosse a declaração de sexta-feira nos próximos meses. O presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, Abdulla Shahid, disse que muitos migrantes deixam seus países em busca de trabalho, enquanto outros são forçados a sair devido à violência, pobreza, degradação ambiental e mudanças climáticas. "Independentemente de suas circunstâncias, a comunidade internacional tem a responsabilidade de garantir que os direitos humanos de todos os envolvidos sejam respeitados", disse Shahid em entrevista coletiva na sexta-feira. A declaração expressa a sua preocupação "de que o progresso na facilitação e colheita dos benefícios da migração segura, ordenada e regular seja lento e desigual em muitas áreas" e salienta que "são necessários maiores esforços dos Estados-membros para desenvolver respostas nacionais ambiciosas para a implementação do pacto global". Antonio Vitorino, diretor-geral da Organização Internacional para as Migrações, disse em entrevista coletiva que há várias áreas em que é necessário "um empurrão extra" para tornar a visão do Pacto Global uma realidade: "respeito pelos direitos humanos, acesso a serviços básicos, alternativas à detenção de migrantes e, acima de tudo, ressalto, salvar a vida dos migrantes”. A declaração afirma que cerca de 281 milhões de pessoas eram migrantes internacionais em 2020 em todo o mundo, dos quais 48% eram mulheres e meninas e 15% tinham menos de 20 anos. Reconhece ainda "o valor e a dignidade do trabalho de todos os trabalhadores migrantes em todos os setores" e destaca que mais de US$ 751 bilhões em remessas, que são "uma fonte crítica de apoio para famílias e comunidades", foram transferidos para seus países de origem.

Instrumento foi doado por fiel da Igreja Católica. Dinheiro arrecadado pela instituição será investido na construção da Catedral do Divino Espírito Santo, na Praça dos Girassóis. Instrumento assinado pela dupla sertaneja Henrique e Juliano foi leiloado Reprodução Um violão autografado pela dupla Henrique e Juliano foi arrematado por R$ 3,2 mil durante um leilão virtual realizado pela Igreja Católica, em Palmas. O dinheiro arrecadado pela instituição será investido na construção da Catedral do Divino Espírito Santo, na Praça dos Girassóis. O leilão foi realizado na tarde desta sexta-feira (20), no feriado de aniversário de Palmas. O evento faz parte da programação do festejo realizado pela catedral, que segue até 5 de junho. O violão leiloado foi doado por um fiel da igreja e assinado pela dupla sertaneja. Os artistas são naturais do Tocantins e fazem sucesso no cenário nacional desde 2013. Violão foi doado por fiel da igreja Reprodução O leilão virtual contou com mais de 70 lotes e durou quase cinco horas. Entre as prendas estavam alimentos como pernis, costelas bovinas e de carneiro, frangos assados, além de itens religiosos e kits com brinquedos e livros. O dinheiro arrecadado será investido na instalação do forro da catedral. "Nossa próxima etapa vai acontecer com todo o forro necessário. Serão 1.350 metros quadrados de forro. Para tudo isso, nessa próxima etapa, está previsto investimento de R$ 661 mil. Nosso festejo é com esse objetivo, certamente não vamos alcançar tudo, mas queremos alcançar aquilo que a providência de Deus nos mandar", explicou o padre Eduardo Zanon. A catedral A história da Catedral do Divino Espírito Santos se confunde com o início de Palmas. A devoção do povo tocantinense pelas Folias do Divino foi à motivação para dar nome à catedral. Ao longo do tempo a concepção inicial foi sendo modificada até chegar ao projeto atual. A obra foi retomada em 2015 e está orçada em mais de R$ 12 milhões. Quando estiver concluída a catedral terá quase 6 mil m² de área construída para abrigar toda sede administrativa da Arquidiocese. Todo o dinheiro gasto nas obras é arrecadado por meio de doações voluntárias e ações desenvolvidas pela igreja, como no caso do leilão. Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Homem, que se trancou dentro de casa, foi preso em flagrante. Crime ocorreu na Zona Sul. Tentativa de feminicídio: jovem e o filho são esfaqueados pelo marido dela dentro de casa, em Macapá Reprodução Uma jovem de 19 anos e o filho dela, de um ano e 8 meses, foram esfaqueados pelo marido dela, dentro da casa onde o casal morava, na Zona Sul de Macapá, na noite de sexta-feira (20). O homem foi preso em flagrante e as vítimas foram socorridas para o Hospital de Emergências (HE). O caso foi registrado como tentativa de feminicídio. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá VÍDEOS com as notícias do Amapá:

Segundo concessionária de terminal em Campinas, 13 chegadas e 12 partidas foram afetadas entre 7h e 8h30. Outros sete voos chegaram a ser alternados, mas depois pousaram no aeroporto. Torre de controle do Aeroporto Internacional de Viracopos Luciano Calafiori/g1 Um nevoeiro registrado em Campinas (SP) na manhã deste sábado (21) provocou cancelamentos de 25 voos no Aeroporto Internacional de Viracopos entre 7h e 8h30. Segundo a concessionária responsável pelo terminal, a baixa visibilidade afetou 13 chegadas e 12 partidas de aeronaves. "Neste período entre 7h e 8h30, o aeroporto não foi fechado, mas operou pousos e decolagens por instrumentos", diz nota da Aeroportos Brasil Viracopos. A assessoria informou ainda que sete voos com pouso previsto em Campinas precisaram ser alternados para outros aeroportos no período, mas depois retornaram e pousaram em Viracopos com a retomada das operações visuais. A lista de voos cancelados não foi confirmada até esta publicação. LEIA MAIS Voo atrasado ou cancelado: veja quais os direitos do passageiro Falha em radar de SP Na quinta-feira, um problema no radar que controla o espaço aéreo no estado de São Paulo afetou pelo menos 40 voos em Viracopos, além de pousos e decolagens no Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, e no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região Veja mais notícias da região no g1 Campinas.

Participe pelo telefone (96) 99112-6310 📲 Assista ao JAP1 deste sábado Participe pelo telefone (96) 99112-6310 📲 O g1 transmite ao vivo, diariamente, os telejornais Bom Dia Amapá (7h30), JAP1 (12h) e JAP2 (19h05).

Confira as notícias que foram destaque no Bom Dia Sábado. Confira as notícias que foram destaque no Bom Dia Sábado.
G1 transmite ao vivo, diariamente, os telejornais da TV Liberal: Jornal Liberal 1ª e 2ª Edição. Assista aos telejornais da TV Liberal G1 transmite ao vivo, diariamente, os telejornais da TV Liberal: Jornal Liberal 1ª e 2ª Edição.

Feira é considerada a maior da América Latina. No Paraná são 15 vagas, sendo 5 para artesãos individuais, 6 para entidades, 1 para mestre artesão e 3 para instituições que não participaram das últimas duas feiras. Fenearte movimentou R$ 45 milhões em negócios na sua 20ª edição, em 2019 Arthur Mota/Divulgação O edital de seleção para a Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) está aberto no Paraná. São 15 vagas, sendo 5 para artesãos individuais, 6 para entidades representativas de artesanato, 1 para mestre artesão e 3 vagas para entidades que não participaram das últimas duas feiras. Confira o edital clicando aqui A feira que vai ocorrer entre os dias 6 e 17 de julho no Centro de Convenções da cidade de Olinda, em Pernambuco, é considerada a maior da América Latina. A expectativa da organização, é que mais de 250 mil pessoas passem pelo local nos dias da feira. O encontro tem por objetivo impulsionar e movimentar o artesanato e a economia criativa do Brasil. Inscrições As inscrições podem ser feitas até a segunda-feira (23). Para se inscrever é necessário preencher uma ficha de inscrição e encaminhar ela para o e-mail [email protected] No e-mail devem estar anexados os documentos solicitados no edital, nome completo do interessado e com o seguinte assunto: '22ª edição da Feira Nacional de Artesanato (Fenearte) - Inscrições'. Clique aqui para se inscrever VÍDEOS: mais assistidos do g1 PR Veja mais notícias do estado em g1 Paraná.

Grupo de teatro de bonecos celebra a data revisando o acervo de marionetes, desenhos e projetos. A arte do Giramundo cria mosaico de emoções humanas Acervo Giramundo Era uma vez um grupo de teatro de bonecos que chegou aos 50 anos como uma das principais referências do mundo na arte de animação de marionetes. Esse grupo é o Giramundo, mineiro de criação e internacional por vocação, cujo cinquentenário ganha exposição em Belo Horizonte a partir desta semana. Mais de cem bonecos, que ajudam a contar essa história, estarão na mostra, com entrada gratuita para o público. Fundado em 1971, o grupo esticou a celebração para este ano, por causa da pandemia. Imagem de espetáculo do Giramundo, teatro de bonecos Marcos Malafaia /Acervo Giramundo Quando começou a catalogar o material para a exposição, uma das veteranas do grupo, Beatriz Apocalypse, se deparou com uma surpresa que a deixou emocionada: "Eu achei um carneirinho, com que eu brincava quando era criança. É uma felicidade, porque é muita imaginação, muita história, muita criatividade e para mim traz muita lembrança.", disse. Surpresas afetivas no acervo: o carneirinho que emocionou Beatriz Apocalypse Acervo Giramundo Beatriz é filha de Álvaro Apocalypse, o lendário fundador do grupo, criador de boa parte dos bonecos e referência importante nessa arte. "É emoção, né? Emoção pura estar aqui nessa exposição comemorando os 50 anos do Giramundo, de muita luta, de muita batalha", afirma. Álvaro Apocalypse, fundador que esteve à frente do grupo até a morte, em 2003 Acervo Giramundo "A história do Giramundo se resume no encontro de muitas pessoas, muitas gerações que, durante 50 anos se aproximaram por um interesse uma paixão por fazer bonecos e tornar isso aqui realidade", diz Ulysses Tavares, integrante do grupo. O desafio da curadoria foi destacar elementos dentre as mais de 40 montagens, 1500 bonecos, 3000 desenhos e projetos técnicos. Desenhos e projetos: grupo catalogou e digitalizou mais de 3000 elementos de direção de arte Acervo Giramundo "O boneco já fala por si só, tem o seu caráter, essa é uma característica, há bonecos violentos, bonecos dóceis, bonecos medrosos. E nesse inventário de emoções e características, o boneco cria um retrato do ser humano, das nossas características, o boneco é um resumo do que que o ser humano é; os medos, os momentos de heroísmo e coragem, dos momentos de criatividade e perspicácia e o boneco consegue traduzir isso muito", explica o curador Marcos Malafaia. Dos projetos aos bonecos: mostra propõe mergulho na criação das marionetes Acervo Giramundo Apesar das novas mídias que já vieram e ainda virão, Beatriz aponta o futuro do grupo na reafirmação da essência do encontro presencial com a magia das marionetes: "O futuro são os bonecos, a história, a que passou e a que vai vir, com novos espetáculos, novos filmes - que estamos indo pro lado do cinema de animação - e principalmente com os bonecos ao vivo, porque isso encanta e isso não vai passar nunca, serão 50 anos com mais bonecos e mais histórias. Serviço Giramundo 50 anos Exposição com entrada gratuita De segunda a sexta entre 9h e 18h Galeria de arte da Cemig (Av. Barbacena 1200, Santo Agostinho) Vídeos mais vistos do g1 Minas:

Para manter a segurança, é necessário manter uma distância do animal e evitar fazer barulhos para não oferecer ameaça ao felino. Onça-pintada é flagrada às margens de rio no Pantanal de MS Uma onça-pintada foi flagrada pela equipe do Instituto Homem Pantaneiro (IHP) às margens do Rio Aquidauana, região pantaneira de Mato Grosso do Sul. O animal estava "descansando" quando foi visto. Veja o vídeo acima. “O sentimento que prevalece é de gratidão, pois é muito gratificante observar a fauna de forma completa em seu território. Ver que as onças estão ali, dividindo o ambiente que é dela com a gente, e nos dando o prazer de observá-la é recompensador”, disse o técnico em monitoramento ambiental do IHP, Josiel Coelho. Onça-pintada é flagrada às margens do Rio Aquidauana Instituto Homem Pantaneiro/ Reprodução Ao g1, Josiel explicou que o flagrante aconteceu na quinta-feira (19). Segundo ele, não foi possível identificar o sexo pela posição do animal, mas pelo tamanho e cicatrizes na face, acredita que seja um macho adulto. O IHP reforça ainda que é importante manter uma distância de 10 a 15 metros do animal e evitar fazer barulhos para não oferecer uma ameaça ao bicho. LEIA TAMBÉM: Para espantar o frio, casal de onças-pintadas é flagrado tomando sol no Pantanal de MS; veja vídeo Onça-pintada tenta escalar ribanceira com jacaré na boca após ataque; veja vídeo Segundo ele, o trabalho de monitoramento tem como objetivo o levantamento de fauna avistada nas margens do Rio Aquidauana, observando as espécies presentes no bioma. Equipe flagra onça-pintada no Pantanal de MS Instituto Homem Pantaneiro/ Reprodução Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:

Pesquisadores fizeram rapel para instalar armadilhas fotográficas nas árvores e registrar os hábitos dos maiores macacos das Américas. Imagens mostram muriquis, espécie ameaçada de extinção, nas copas das árvores O Globo Repórter embarcou em uma expedição pelo Parque Nacional do Caparaó, entre Minas Gerais e o Espírito Santo, e acompanhou o trabalho de pesquisadores que há seis anos estudam os muriquis, os maiores macacos das Américas, que estão ameaçados de extinção. O parque abriga uma população muito especial: a dos ágeis muriquis, os maiores macacos das Américas Globo Repórter A equipe percorreu uma trilha na mata fechada atrás de armadilhas fotográficas que tinham sido instaladas no alto das árvores para que os biólogos pudessem descobrir mais sobre os hábitos dos primatas. Equipe em trilha na mata fechada Globo Repórter Pesquisadores fazem rapel para instalar armadilhas fotográficas nas árvores Globo Repórter Dos mil macacos desta espécie que ainda restam, um terço vive no parque. Muriquis estão ameaçados de extinção Globo Repórter Em função da pandemia, as câmeras ficaram mais de um ano sem serem conferidas e só agora foram resgatadas e trocadas. O resultado surpreendeu: as novas imagens mostraram as copas das árvores com um trânsito intenso de muriquis e até filhotes foram registrados. Biólogos se surpreendem com imagens feitas dos muriquis Globo Repórter Na locomoção – lá no alto –, além dos braços e das pernas, eles usam também o rabo, como um quinto braço, o que ajuda muito no equilíbrio. Poucas espécies fazem isso. “É muito difícil a gente registrar vários animais, porque muitos têm hábitos tímidos, e também algumas espécies se movimentam muito rapidamente. As armadilhas fotográficas permitem mostrar as espécies de uma boa forma, não invasiva. Você consegue ter ótimos registros do comportamento do animal sem interferir”, explica Mariane Kaizer, coordenadora do Projeto Muriquis do Caparaó. Muriquis são flagrados no parque Globo Repórter “Nós ficamos muito felizes com os registros que tivemos. Pegamos algumas fêmeas com filhotes e isso nos conforta bastante, saber que a população está crescendo”, diz o biólogo Thiago Gomide. Um sinal de saúde da floresta. As fêmeas dos muriquis abandonam o grupo de origem quando fazem 5 ou 7 anos. Elas vão em busca de outro grupo para reproduzir. Mariane Kaizer: O que acontece é que a falta de corredores ou a fragmentação ambiental faz com que, muitas vezes, algumas destas fêmeas se tornem isoladas e não encontrem outros grupos. Repórter: Então, para salvar estes animais, é preciso que haja uma ligação entre as florestas de Mata Atlântica? Mariane Kaizer: Isso mesmo. A presença destes corredores é de extrema importância para a conservação desta espécie a longo prazo. Veja a íntegra do Globo Repórter.

Uma aeronave precisou ser alternada para Florianópolis (SC). Veja previsão para o fim de semana. Amanhecer de sábado (21) em Porto Alegre Gabriela Clemente / g1 O sábado (21) amanheceu com muita neblina em Porto Alegre. A situação meteorológica afetou a operação no Aeroporto Internacional Salgado Filho. Um voo precisou ser alternado para Florianópolis (SC). Três voos de chegada e 14 de partida atrasaram. Segundo a Fraport Brasil, responsável pela administração do local, a visibilidade ficou abaixo dos parâmetros mínimos para pousos e decolagens entre 5h30 e 7h59. A Climatempo já havia previsto o nevoeiro ao amanhecer na Região Metropolitana de Porto Alegre, assim como a geada na Serra. Em Vacaria, fez -0,8ºC, menor temperatura registrada neste sábado pelas estações do Inmet. Em São José dos Ausentes, também na Serra, fez 3,6ºC, mas a sensação térmica foi de -1ºC. Durante o sábado, a massa de ar frio e seco segue atuando e influenciando as condições do tempo no estado. As temperaturas permanecem baixas, com sol e poucas nuvens na maior parte das regiões. Previsão do tempo O domingo (22) tem previsão de céu aberto e muito frio no Rio Grande do Sul. Não há previsão de chuva e ainda há possibilidade alta de geada nos Campos de Cima da Serra. Veja mínimas e máximas abaixo. Capital: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 9ºC e máxima de 19ºC Pelotas: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 6ºC e máxima de 20ºC Caxias do Sul: Geadas pela manhã e tempo firme. Mínima de 4ºC e máxima de 17ºC Santa Maria: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 6ºC e máxima de 19ºC Santa Rosa: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 9ºC e máxima de 20ºC Erechim: Geadas pela manhã e tempo firme. Mínima de 4ºC e máxima de 16ºC Uruguaiana: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 8ºC e máxima de 20ºC Torres: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 11ºC e máxima de 18ºC Rio Grande: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 9ºC e máxima de 19ºC Mostardas: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 11ºC e máxima de 21ºC Passo Fundo: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 5ºC e máxima de 17ºC Bagé: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 7ºC e máxima de 18ºC Tramandaí: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 11ºC e máxima de 19ºC São Borja: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 8ºC e máxima de 20ºC Santa Cruz do Sul: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 7ºC e máxima de 19ºC Na segunda-feira (23) a expectativa é de céu aberto com chances mais baixas de geada. Não há previsão de chuva. VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Acompanhe o GR1 deste sábado (21), com apresentação de Clédiston Ancelmo AO VIVO: Assista ao GR1 Acompanhe o GR1 deste sábado (21), com apresentação de Clédiston Ancelmo

Quem mostrou a receita foi a confeiteira Aline Diniz, de Campina Grande. Aprenda como fazer receita de cookies com gotas de chocolate no Chef JPB Reprodução/TV Paraíba O Chef JPB deste sábado (21) ensinou como fazer cookies com gotas de chocolate. Quem mostrou a receita foi a confeiteira Aline Diniz, de Campina Grande. Confira abaixo o passo a passo: Ingredientes (em temperatura ambiente) 110g de manteiga 1 ovo 110g de açúcar refinado 225g de farinha de trigo 60g de açúcar mascavo 5g de fermento químico 4g de essência de baunilha 150g de gotas de chocolate ao leite Quem mostrou a receita de cookies foi a confeiteira Aline Diniz, de Campina Grande TV Paraíba/Reprodução Modo de preparo Em um recipiente, bata com um fouet a manteiga até ela ficar lisa, acrescente aos poucos os açúcares misturando bem até a massa clarear. Adicione o ovo e a baunilha, batendo bem. A textura ideal é bem cremosa. Adicione metade da farinha, misture com uma espátula apenas até obter uma massa homogênea. Intercale com o fermento e a outra metade da farinha. Misture de novo apenas o suficiente para incorporar tudo, o ponto certo é quando a massa já não gruda nas mãos. Por fim, adicione as gotas de chocolate, misturando levemente em toda a massa. Cubra a massa com plástico filme e depois leve-a para descansar na geladeira por no mínimo 30 minutos. (O ideal é que ela descanse da noite para o dia, mas na correria aqueles minutinhos a mais de descanso na geladeira já ajudam). Pré-aqueça o forno a 180°C. Modele a massa já refrigerada em bolinhas com auxílio de duas colheres, dando uma leve achatada em cada. Coloque as bolinhas em uma assadeira forrada com papel manteiga, deixando uma distância de 5 cm entre cada cookie. Leve para assar no forno entre 10 a 20 min em 180°C ou até dourar (fique de olho no forno na primeira vez que você for fazer, cada forno é único e o tempo até ficar pronto pode variar). Agora é só servir e aproveitar cada mordida! Rendimento aproximado: 9 unidades. Validade: depois de assados podem durar entre 3 a 4 dias. Utensílios utilizados: balança, recipiente (tipo bowl), fouet, espátula, colheres, assadeira e papel manteiga. Sugestões de acompanhamento: café, chocolate quente ou uma bola daquele seu sorvete favorito. VÍDEOS: veja todas as receitas do Chef JPB

São 4 meses de aulas para o público de 18 a 40 anos de Macapá e Manaus. Objetivo é ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social na região amazônica. Curso online vai capacitar jovens e adultos em Macapá e Manaus Pixabay O Projeto de Empreendedorismo Social e Cultural na Amazônia (Pesca) abriu inscrições até 31 de maio para cursos on-line e gratuitos em 4 áreas, para pessoas de 18 a 40 anos. Inicialmente, as oportunidades são para as cidades de Macapá e Manaus. Serão 4 meses de cursos para quem busca aprimorar os conhecimentos em áreas como turismo, gastronomia e empreendedorismo. Podem se inscrever pessoas na faixa etária definida que tenham concluído o ensino médio e que morem em uma das duas cidades. INSCREVA-SE (confira também o edital) "Esse foi um dos poucos projetos selecionados no concurso de editais da Embaixada Americana em Brasília. O Pesca vai acontecer em Macapá e em Manaus, para pessoas de 18 a 40 anos, que tenham estudado até o 2º grau completo", explicou a coordenadora do projeto, Lana Pelaes. As aulas terão duração de 4 meses e a seleção dos candidatos ocorre até 31 de maio, nos seguintes cursos: Turismo Empreendedorismo Gastronomia Inglês Além disso, também serão oferecidas palestras e oficinas presenciais dentro de cada temática. Os participantes receberão um bônus de internet para ser utilizado nas aulas ao longo do curso. A iniciativa busca motivar jovens e adultos a aumentar a renda e as chances de garantir um negócio de sucesso através do empreendedorismo. O Pesca foi criado com o foco nas pessoas em situação de vulnerabilidade social dos estados do Amapá e Amazonas. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá VÍDEOS com as notícias do Amapá:
Dica é da cozinheira Rosa Conceição. A dica de receita do É do Pará deste sábado (21) é a cocada de cupuaçu. A dica é da cozinheira Rosa Conceição. Confira: Aprenda a preparar a cocada de cupuaçu Ingredientes: 700g de polpa de cupuaçu 1,5kg de coco ralado 1,5kg de açúcar Modo de preparo: Despeje o coco na panela, o açúcar para caramelizar e o cupuaçu. Misture ainda fora do fogo. Depois que colocar no fogo, bem alto, é só mexer por aproximadamente 25 a 40 minutos, até ligar o ponto. Não pode parar de mexer até ficar pronto!
Cidade de Tomé-Açu tem forte influência graças à colonização japonesa há mais de 90 anos. O É do Pará deste sábado (21) mostra a história de uma família, que mantém tradições orientais na região de Tomé-Açu, no PA. A cidade, no nordeste do estado, tem forte influência graças à colonização japonesa há mais de 90 anos. Confira no vídeo: Conheça a história de família com tradição oriental que vive na região de Tomé-Açu, no PA
Suspeito já tinha sido preso há uma semana pelo mesmo crime. Um homem foi preso pela segunda vez em uma semana, suspeito de se masturbar na frente de uma escola infantil de Vilhena (RO). Desta vez ele foi pego em flagrante pela Polícia Militar (PM) da cidade. Na sexta-feira (20), os pais dos alunos que chegavam na unidade chamaram a polícia quando perceberam o que estava acontecendo. Moradores da região informaram para a polícia, que o homem tem transtornos mentais. Na última semana, o homem tinha sido preso pelo mesmo motivo. Ele chegou a fugir do local, mas as testemunhas informaram onde ele estava. Desta vez, os policiais encontraram ele com a genitália amostra. Ele foi encaminhado para a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp). O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento a Mulher e Proteção à Criança e ao Adolescente. Veja outras notícias de Rondônia
Crianças e adolescentes contam histórias em forma de vídeos. O É do Pará deste sábado (21) mostra um grupo de crianças e adolescentes, da cidade de Igarapé-Miri, que usam vídeos para contar histórias da cidade. Eles foram premiados em uma feira internacional de ciências e engenharia. Confira: Crianças e adolescentes contam histórias de Igarapé-Miri em forma de vídeos

Confira vídeos do programa. Confira vídeos do programa.

Chef de cozinha Pati Guimarães prepara receita que serve até quinze porções e custa R$23,20. O quadro ‘Barato da Cozinha’ ensina uma caldo de feijão com couve neste sábado (21). A chef de cozinha Pati Guimarães prepara o prato que é ótima opção para encarar o frio. A receita preparada com os ingredientes abaixo serve até quinze porções com um custo total de R$ 23,20, valor proporcional às quantidades necessárias. Caldo de feijão com couve 1/2 kg de feijão cozido - R$ 4,15 1/2 maço de couve - R$ 1,90 1 cebola pequena - R$ 0,70 1 xícara de bacon - R$ 7,90 2 dentes de alho - R$ 0,20 Gengibre ralado - R$ 0,25 1/2 litro de óleo - R$ 8,00 Sal e pimenta do reino a gosto - R$ 0,10 2 xícaras de água Total - R$ 23,20 A chef Pati Guimarães ensina a receita que serve até quinze porções em Ribeirão Preto (SP). Reprodução/EPTV Veja mais notícias da região em g1 Ribeirão Preto e Franca VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região c
Conheça os efeitos de montar a cavalo como terapia. Conheça a história de um menino que tem como uma das atividades mais prazerosas a equoterapia. Montar a cavalo faz parte de terapia para quem tem o transtorno do espectro autista. Confira: Equoterapia é cotidiano de criança com transtorno do espectro autista no Pará

Compositor é celebrado, mas não na medida da importância de quem ajudou a criar músicas como 'Ideologia', 'Blues da piedade', 'Todo amor que houver nessa vida' e 'Pro dia nascer feliz'. ♪ ANÁLISE – Se os ícones da MPB festejam 80 anos em 2022, os barões do rock brasileiro da década de 1980 começam a chegar aos 60 anos. O primogênito Arnaldo Antunes festejou a data redonda em 2020. Em 23 de janeiro, Nasi completou 60 voltas ao redor do sol. Neste sábado, 21, quem chega aos 60 anos é Frejat no momento em que também festeja quatro décadas na cena pop nacional. Carioca nascido em 21 de maio de 1962, Roberto Frejat é guitarrista e compositor que se provou bom cantor quando assumiu o posto de vocalista da banda Barão Vermelho em 1985 com a debandada intempestiva de Cazuza (1958 – 1990) do grupo do qual Frejat era guitarrista desde a formação inicial. A propósito, Frejat ainda espera, aos 60 anos, o (devido) reconhecimento pela obra construída com Cazuza. Se o Barão Vermelho foi a banda brasileira que mais se aproximou do rock e do espírito blues do grupo britânico Rolling Stones, a parceria de Frejat com Cazuza representa no Brasil o que simbolizou para o mundo a parceria de Mick Jagger com Keith Richards. Cazuza foi e continua sendo louvado – com todos os méritos – pela linguagem nua e crua das letras que escreveu para as músicas dos três primeiros do Barão Vermelho e, depois, em fase de maturidade precoce, para a discografia solo iniciada em 1985. Frejat também é celebrado, mas não na medida da contribuição que deu a essa obra. Cabe ressaltar que Frejat foi o parceiro fiel, o arquiteto que ajudou na construção de canções como Todo amor que houver nessa vida (1982) e rocks como Pro dia nascer feliz (1983) e Maior abandonado (1984), além da gema pop Bete balanço (1984). Após a saída de Cazuza, o Barão Vermelho mostrou vigor em álbuns como Rock'n'geral (1987), Carnaval (1988) e Na calada da noite (1990) – o que comprova que Frejat também se saiu bem sem Cazuza. E nunca é tarde para lembrar que a parceria de Cazuza com Frejat abasteceu o repertório solo de Cazuza, sobretudo no álbum Ideologia (1988), de onde saíram obras-primas como Blues da piedade e o rock que batizou o disco. É fato que, do lote de álbuns da discografia solo de Frejat, o primeiro Amor pra recomeçar (2001) ainda se impõe como o melhor pela coesão nem sempre atingida pelos sucessores Sobre nós dois e o resto do mundo (2003), Intimidade entre estranhos (2008) e Ao redor do precipício (2020). Fora do Barão Vermelho desde 2017, por iniciativa própria, Frejat é reconhecido pelas notórias habilidades no toque da guitarra. Mas ainda falta um (maior) reconhecimento pela importância que tem como compositor na construção do rock brasileiro feito pela geração que entrou em cena há 40 anos com vinte e poucos anos. Até porque o tempo não para e, como o tempo espera por ninguém, como sentenciou os Stones, os barões do pop nacional já estão ficando sexagenários.

Após avaliações veterinárias e biológicas, a equipe técnica do zoo constatou que os animais estão em ótimas condições de saúde. Animais passam por check-up de rotina no zoológico de Sorocaba Prefeitura de Sorocaba/Divulgação Com o objetivo de verificar as condições dos animais de forma preventiva, oito espécies que habitam o Parque Zoológico Municipal "Quinzinho de Barros", em Sorocaba (SP), passaram por check-up de rotina na primeira quinzena de maio. Após avaliações veterinárias e biológicas, a equipe técnica do zoo constatou que eles estão em ótimas condições de saúde. Para manter os animais com altos níveis de bem-estar, é prioridade garantir boa saúde física e mental do plantel. As espécies de maior risco ou que necessitam de exames mais demorados são sedados para garantir a segurança de todos os envolvidos no manejo. Já os animais considerados de menor risco e que passam por avaliação breve são contidos apenas fisicamente, por meio de técnicas adequadas. Mamíferos Animais passam por check-up de rotina no zoológico de Sorocaba Prefeitura de Sorocaba/Divulgação O macho de tigre (Panthera tigris) recebeu uma grande atenção da equipe técnica no dia de seu check-up. Além da avaliação física geral, foram realizados exames de ultrassom, raio-X, ecocardiograma, coleta de sangue para exames laboratoriais e biometria geral. Além disso, exames e tratamento dentário de rotina foram realizados para assegurar a saúde bucal do animal. Um dos machos de anta (Tapirus terrestris) também passou por exames clínicos e laboratoriais, além de receber a visita do odontologista, bem como o macho de lobo-guará (Chrysocyon brachyurus), que foi avaliado pela equipe técnica do zoológico, com a realização de exames físicos e de laboratório. O jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris) macho foi manejado para coleta de sangue, microchipagem e avaliações veterinárias gerais. Aves Animais passam por check-up de rotina no zoológico de Sorocaba Prefeitura de Sorocaba/Divulgação Não foram apenas os mamíferos que receberam os cuidados preventivos. Algumas aves também passaram pelos cuidados dos biólogos e veterinários do zoo de Sorocaba. A harpia (Harpia harpyja) foi examinada, passou por coleta de sangue, biometria e cuidados especiais com seu bico. Outras aves que também passaram pelo check-up de rotina foram: os guarás (Eudocimus ruber), o socó-boi (Tigrisoma lineatum) e as garças-brancas- grandes (Ardea alba), que moram no Setor das Aves Pantaneiras. O "Quinzinho de Barros" está localizado na Rua Theodoro Kaisel, 883, na Vila Hortência, e é aberto de terça a sexta-feira, das 10h às 17h, e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 17h, sendo que a bilheteria funciona até as 16h. VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí

É uma prática cada vez mais popular, mas qual a forma mais segura de fazer isso? Mergulhar na água gelada ou nadar ao ar livre pode melhorar a saúde física e mental Getty Images Mergulhar na água gelada ou nadar ao ar livre pode melhorar a saúde física e mental. Ou pelo menos é nisso que as pessoas acreditam há muitos anos. Essa é uma atividade que está se tornando cada vez mais popular entre atletas profissionais e a população em geral. Em um novo programa da BBC, Freeze the Fear, o atleta radical Wim Hof, um aficionado de longa data por água gelada, coloca celebridades para enfrentar uma série de desafios em temperaturas abaixo de zero. O reality show tem médicos à disposição e todos são submetidos a exames. Mas nadar na água gelada pode oferecer sérios riscos. Recentemente, uma mulher de 39 anos morreu depois de mergulhar em um rio em Derbyshire, na Inglaterra, como parte de uma sessão de terapia com água gelada. Qual é então a maneira mais segura de dar um mergulho ou nadar na água gelada? Por que as pessoas fazem isso e que evidências existem dos benefícios? Quando nada — principalmente no Tâmisa —, Dinah tenta ficar perto da margem do rio Dinah Sershi Hoje com 51 anos, Dinah Sershi, coach de bem-estar em Londres, pratica natação em águas abertas há sete anos. Começou em um verão, e Dinah conta que logo ficou "viciada nisso". Mais recentemente, ela começou a nadar no inverno também. "Você sente uma agitação. Os efeitos são realmente eufóricos", diz ela. Segundo Dinah, um dos maiores benefícios é a sensação de conexão. "Você se conecta intensamente com as pessoas ao seu redor, em termos de amizade e apoio — mas também com a natureza", afirma. "Quando você está nadando em águas abertas, você não está apenas cercado pela natureza, você está nela." Assim como muitas de suas amigas, ela diz que também notou uma melhora significativa nos sintomas da menopausa. "Quando seu cérebro parece nebuloso — como se estivesse indo mais devagar que seu corpo, por exemplo —, todos esses sentimentos desaparecem quando você sai da água", revela. Para quem está pensando em praticar a atividade, Dinah recomenda pesquisar, respeitar a água e conhecer seus limites. Potenciais benefícios Muita gente compartilha a visão de Dinah de que mergulhar em águas abertas (e geladas) oferece uma série de benefícios. Alguns estudos de caso sugerem que nadar na água gelada pode aliviar a depressão, outros afirmam que pode ajudar a superar o luto. Há ainda pesquisas iniciais investigando se pode ajudar a retardar a demência. E alguns artigos sugerem que a natação em água gelada pode ajudar com a dor crônica. Outros fatores — como o exercício envolvido e a imensa sensação de realização — podem muito bem desempenhar um papel nos benefícios. Mike Tipton, professor da Universidade de Portsmouth, na Inglaterra, que estuda o impacto da imersão em água gelada no corpo há mais de 30 anos, diz que as evidências sugerem que a "agitação" e a "euforia" que muitas pessoas sentem são desencadeadas, pelo menos em parte, pela liberação repentina de hormônios do estresse à medida que seus corpos reagem ao frio. Mas embora existam muitas teorias sobre os potenciais benefícios — assim como muitos relatos pessoais positivos —, ele diz que definir mecanismos biológicos exatos, para provar os benefícios para a saúde, não é fácil. Não há consenso científico estabelecido sobre os benefícios, segundo Tipton. Não há consenso científico estabelecido sobre os benefícios de nadar na água gelada Getty Images De acordo com a Outdoor Swimming Society — um grupo cada vez maior de pessoas unidas pelo amor à natação ao ar livre ao redor do mundo —, o primeiro passo é estar ciente dos riscos. O segundo é "aprender a amar o frio". De acordo com a Royal National Lifeboat Institution (RNLI), a temperatura média do mar no Reino Unido e na Irlanda é de apenas 12 graus. E rios, como o britânico Tâmisa, tendem a ser mais frios — mesmo no verão. Mas o RNLI adverte que o efeito no corpo de entrar na água a 15 graus ou menos é "muitas vezes subestimado". Quando nossos corpos são submetidos a uma queda repentina de temperatura — particularmente 15 graus ou menos —, pode provocar uma resposta ao estresse. E isso desencadeia um grande número de mudanças bioquímicas e físicas, quase imediatamente. 'Choque térmico' Mudanças prejudiciais na respiração e na circulação podem acontecer naqueles primeiros minutos cruciais após entrar na água gelada. Tipton diz que o tão falado "choque térmico" é responsável por muitas mortes na água gelada todos os anos no Reino Unido. Um dos momentos mais potencialmente perigosos é aquele suspiro involuntário em busca de ar, que muitas vezes acontece assim que nossos corpos são submersos na água gelada. Se isso acontecer debaixo d'água, até mesmo os nadadores mais experientes podem inalar água automaticamente. E não é preciso muita água nos pulmões para se afogar. Uma vez que as pessoas superam este suspiro inicial e involuntário, a próxima coisa que podem notar é o aumento da frequência cardíaca. Os vasos sanguíneos que chegam às extremidades externas do nosso corpo, como mãos e pés, tendem a se estreitar em resposta ao frio — para tentar reduzir a perda de calor pela superfície da pele. Isso significa que nossa pressão arterial também pode subir. Tipton afirma que isso pode ser particularmente problemático para algumas pessoas, como aquelas com problemas cardíacos até então desconhecidos. Às vezes, o coração pode entrar em arritmia ou até parar. Estar visível para outros usuários do rio pode ser muito importante para sua segurança Dinah Sershi Como você pode nadar em segurança? Uma coisa a lembrar, de acordo com Tipton, é que os efeitos iniciais da água gelada tendem a passar rapidamente — dentro de um a dois minutos. Então, é importante maximizar suas chances de passar por esses primeiros minutos. A pesquisa dele mostra que conhecimento e preparação são essenciais — já que aqueles que antecipam o 'choque térmico' são mais capazes de controlar sua respiração em resposta. A equipe dele observou que quanto mais as pessoas se acostumam a mergulhar seus corpos na água gelada, mais fraca qualquer resposta ao choque tende a se tornar. "Mas isso não elimina completamente os riscos", adverte. "Pode ser perigoso — e é importante lidar com isso da mesma maneira que você lidaria com outras coisas que podem ser potencialmente perigosas." "Vale a pena fazer um exame de saúde, tratar isso com cautela e ir com um grupo reconhecido", diz ele. Além disso, ele recomenda entrar na água aos poucos e não sair da área onde dá pé. Se você está planejando dar um mergulho em águas abertas, os especialistas aconselham: Verificar a previsão do tempo — e considerar começar quando estiver mais quente; Ir acompanhado de outras pessoas que tenham experiência em nadar em água gelada; Certificar-se de estabelecer uma maneira de pedir ajuda se precisar; Entrar na água aos poucos; Usar uma roupa de mergulho; Boiar nos primeiros minutos — esperar o choque térmico passar e você recuperar o controle da respiração; Considerar nadar perto da costa, pelo menos inicialmente, e planejar onde você vai sair da água; Seu corpo pode continuar a esfriar uma vez fora da água, então considere sair antes de sentir muito desconforto; Tenha uma toalha, roupas secas e uma bebida quente à disposição para ajudá-lo a se aquecer. A Outdoor Swimming Society e a RNLI têm mais informações e conselhos. Como a RNLI afirma em seu site: "Nossos mares e rios são frios o suficiente para deixá-lo indefeso em um segundo. Trate a água com respeito, nem todos podem ser salvos".

Telejornal apresenta notícias de todo o Mato Grosso do Sul. Assista ao MS1 ao vivo Telejornal apresenta notícias de todo o Mato Grosso do Sul.
Contagem é regressiva para os festejos. Em Marabá, a contagem é regressiva nas preparações para o retorno dos festejos juninos. Costureiras e grupos juninos já se preparam para as tradições. Confira: Em Marabá, a contagem é regressiva nas preparações para o retorno dos festejos juninos

A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros. Princípio de incêndio em shopping de Nossa Senhora do Socorro Tony Érick Um princípio de incêndio atingiu a cozinha de um restaurante, em um shopping no município de Nossa Senhora do Socorro, na manhã deste sábado (21). A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros. O fogo fez os alarmes de incêndio dispararem. Clientes e funcionários do shopping correram para a área do estacionamento bastante assustados. Equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas. A assessoria de comunicação do shopping informou que o princípio de incêndio já foi controlado pela brigada do estabelecimento e que foram adotados todos os procedimentos cabíveis, entre eles, a evacuação do shopping. Ninguém ficou ferido. A reabertura do shopping está sendo analisada pela diretoria junto ao Corpo de Bombeiros.

Segundo secretaria, registros são em Belo Horizonte, Juiz de Fora, Montes Claros e Lagoa Santa. Hepatite é uma doença que afeta o funcionamento do fígado Divulgação A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou, na manhã deste sábado (21), que investiga seis suspeitas de hepatite aguda de causa desconhecida em crianças. Os registros foram em Belo Horizonte (2), Juiz de Fora (2), na Zonta da Mata, Montes Claros (1), no Norte de Minas e Lagoa Santa (1), na Região Metropolitana. O que se sabe sobre os casos de hepatite de causa desconhecida Hepatite: tudo o que você precisa saber sobre os diferentes tipos da doença, que pode levar à morte É #FAKE que vacina contra Covid cause hepatite grave em crianças Ainda de acordo com a SES, outros três casos foram descartados em Montes Claros (2) e Divinópolis (1), no Centro-Oeste. “Os casos dos municípios de Juiz de Fora, Belo Horizonte, Montes Claros e Lagoa Santa estão em investigação e acompanhamento, aguardam a entrega de resultado de exames e foram notificados ao Ministério da Saúde”, informou. Os principais sintomas relatados foram dor abdominal e vômitos, acompanhados de alterações de enzimas hepáticas. Hepatite: o que é? Veja sintomas da hepatite misteriosa Arte/g1 Sem relação com a vacina Devido à pouca idade, a maioria das crianças afetadas ainda não havia sido vacinada contra a Covid-19. "A vacinação contra a Covid-19 não é a causa" da doença, afirmou Jay Butler, subdiretor do departamento de doenças infecciosas dos CDC, contrariando rumores que circulam na internet. No entanto, não foi descartada como possível causa a infecção por Covid-19. Vídeos mais vistos do g1 Minas:

Proprietário da chácara em Laranjal Paulista (SP) não quis prestar esclarecimentos. Carne foi apontada como imprópria para consumo humano. Polícia Civil encontra açougue clandestino em Laranjal Paulista (SP) Polícia Civil/Divulgação A Polícia Civil encontrou um açougue clandestino dentro de um porão de uma chácara, em Laranjal Paulista (SP). A equipe realizava uma operação visando esclarecer crimes de abigeato (furto de animais em zona rural que se encontram em campos de propriedade privada) na cidade, quando, após receber algumas informações, chegou à chácara de um suspeito de envolvimento com o crime. No porão, os policiais encontraram uma grande quantidade de carne bovina de procedência ilegal, como pedaços de couro. Uma testemunha entrou em contato com o proprietário da chácara, mas ele informou que não iria ao local para prestar esclarecimentos. Diante disso, a Vigilância Sanitária foi acionada e, após análise, a carne foi apontada como imprópria para o consumo humano e foi transportada para ser inutilizada, sendo enterrada em local adequado. Em local próximo à chácara, a polícia encontrou bois mortos e está investigando se existe relação com o açougue clandestino. VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM Veja mais notícias no g1 Itapetininga e Região
Bahia Assista aos telejornais da TV Bahia Bahia

Para celebrar o retorno das festas, teve show do cantor Gean Mota, Ana Costa e Devinho Novaes. Gean Mota animou a primeira noite do São João dos bairros no José Maria Reprodução/ TV Grande Rio A abertura do ciclo junino começou com o São João dos Bairros na noite de sexta-feira (20), no José e Maria. As expectativas foram superadas e o público pode matar a saudade das festividades depois de dois anos suspensas por conta da pandemia. Para celebrar o retorno das festas, teve show do cantor Gean Mota. Em seguida, a cantora Ana Costa subiu ao palco e também trouxe aqueles sucessos que não podem faltar no São João. Para encerrar a noite, o cantor Devinho Novais, que fez todo mundo dançar. A vendedora Karla de Araújo aproveitou para dançar a noite toda. "Vocês não sabem a imensa felicidade de estar de volta com uma grande festa de todos os anos, porque é a melhor tradição que existe", destacou. VÍDEOS: Assista todas as notícias de Petrolina e região

De acordo com a PRF, a droga seria levada para Campinas, em São Paulo. PRF apreende mais de 200 kg de cocaína em caminhão cegonha em MT Reproução/PRF Mais de 200 kg de cocaína foram apreendidos, nessa sexta-feira (20), dentro de um caminhão cegonha em Alto Garças, a 366 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caminhão transportava um carro com a droga escondida. Compartilhe esta notícia no WhatsApp Compartilhe esta notícia no Telegram Conforme o boletim de ocorrência, por volta das 16h a PRF abordou o caminhão. Os policiais informaram que o veículo embarcou o carro em Rondonópolis, a 218 km da capital, e tinha como destino final a cidade de Campinas, em São Paulo. Após a polícia verificar a estrutura interna do carro, foi encontrado um compartimento escondido que carregava a droga. Não há informações sobre prisões, e a droga e os veículos foram encaminhados à Polícia Civil de Alto Garças.

Moradores dos bairros Senador Hélio Campos, Santa Luzia, Cidade Satélite e Jardim Olímpico relatam alagamentos e prejuízos por conta das chuvas. Em 19 dias, choveu quase todo o volume previsto para o mês de maio. Bairros da zona Oeste de Boa Vista ficam inundados no período chuvoso Lixo, doenças, isolamento, abandono e muita água. Essas são as reclamações de moradores de bairros na zona Oeste de Boa Vista, capital de Roraima, que se sentem "ilhados" devido às cheias e enchentes causadas pelas fortes chuvas no estado. Em alguns casos, a água chegou até a cintura dos moradores que pedem providências às autoridades (assista no vídeo acima). O g1 visitou alguns dos bairros em situação mais crítica. Crianças brincam nas inundações e correm risco de se infectarem com doenças. Moradores tentam -- sem sucesso -- entrar com carros em suas casa e transportam móveis encharcados. Em alguns casos, pessoas se locomovem por barcos nas ruas alagadas. Cheias afetam rua HC-07 no bairro Hélio Campos, zona Oeste de Boa Vista Caíque Rodrigues/g1 RR O período chuvoso no estado compreende os meses de maio até setembro. De acordo com o governo de Roraima, até a quinta-feira (19), foram registrados 348,8mm de chuvas em todo o Estado. Esse volume supera a previsão normal climatológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) que era de 347mm. As consequências são sentidas pelos moradores. Alguns dos bairros mais afetados na capital são o Senador Hélio Campos, Santa Luzia, Cidade Satélite e Jardim Olímpico. A Prefeitura alegou que Boa Vista é uma região que abrange muitos lagos e conta também com uma topografia muito plana, o que "compromete o escoamento da água". As equipes da Patrulha da Chuva e Defesa Civil Municipal estão nas ruas acompanhando a situação em todos os bairros. (leia a nota na íntegra no fim da reportagem) A maior parte dos relatos sobre alagamentos ocorre no Senador Hélio Campos. Duas ruas da região, HC-07 e HC-08, ficam com níveis altos de água no período chuvoso. Em alguns casos, a água invade as casas e chega até a cintura de moradores. Desesperados, alguns tiraram os pertences de dentro dos imóveis. O prejuízo foi sentido por todos. "Eu sinto que eu tô dentro do mar" Água chega até a cintura na rua HC-08, no bairro Cidade Satélite, zona Oeste de Boa Vista Caíque Rodrigues/g1 RR O pedreiro José Ribamar, de 62 anos, morador da rua HC-08, conta que a situação não era tão grave em anos anteriores. Para ele, o que mais revolta é a sensação de abandono e descaso com bairros da periferia da cidade de Boa Vista. "Aqui o pessoal abandonou. Antes, sempre tinha alguém trabalhando aqui fazendo a limpeza. Tem uma vala ali que precisa ser limpa, a água não está passando. A prefeitura não limpa. Os bueiros estão todos entupidos, e não roçam o mato, não tiram a sujeira, não fazem nada", conta o morador. Caminhão com as rodas embaixo d'água no bairro Senador Hélio Campos, em Boa Vista Caíque Rodrigues/g1 RR Ribamar conta que apenas três chuvas foram o suficiente para causar estrago na rua. Doenças, de acordo com o ele, são registradas a todo o momento desde que o período chuvoso iniciou em Boa Vista. "Em termos de doença é o que não falta aqui. Nessa época de chuva fica um absurdo. E a gente é que tem que cuidar, pois aqui está tudo abandonado. Na vizinha, a água invadiu a casa, o pessoal já até saiu, tão tirando as coisas de dentro... o que falta aqui é limpar, fazer uma drenagem. Tem gente andando até de canoa aqui, estamos ilhados". Rua HC-08 totalmente de baixo d'água em Boa Vista Caíque Rodrigues/g1 RR A lavradora Ducides Sousa, de 62 anos, mora em uma parte mais distante da rua HC-07, mas por conta do alagamento, acabou ficando "presa" na casa da irmã -- também na rua, porém mais próxima da avenida. Ela conta que não consegue chegar até a própria casa e diz que a filha está isolada, sem conseguir sair de lá. "Lá em casa, eu estou com uma filha isolada. Tem umas quatro casas alagadas. Antes de ontem eu fui lá e a água estava na cintura. A água está igual um rio. Eu tô aqui na casa da minha irmã, não vou lá em casa, não dá de entrar. Eu sinto que eu tô dentro do mar, parece que é o oceano". José Diolindo, 71 anos, aposentado, cobra fiscalização da prefeitura Caíque Rodrigues/g1 RR O aposentado José Diolindo, de 71 anos, estava com o quintal de casa completamente alagado. A água não invadiu a casa, pois ela foi construída em um nível mais alto. Ele reclama do lixo e, por isso, cobra que a prefeitura reforce a fiscalização para que as pessoas não joguem entulho na região. "Antes, essa vala era limpa, esse ano não limparam. Aqui está muito sujo. A prefeitura precisa colocar uma fiscalização para as pessoas pararem de jogar entulho, é preciso ficar de olho nisso, pois estão jogando muito lixo", conta. Rua HC-07 completamente alagada em Boa Vista Caíque Rodrigues/g1 RR O aposentado João Nascimento, de 61 anos, tem problemas de saúde e usa uma bicicleta como transporte. Ele mora em uma travessa da rua HC-07 -- a mesma em que moradores precisaram usar barcos para sair de casa. Ele realizou dois procedimentos de transplante de fígado, por isso, precisa ir até o hospital com frequência. "Aqui é um perigo. Eu sou transplantado de fígado duas vezes e preciso ir pro hospital para as consultas e não tem como sair de casa. Para passar pela rua, tem que passar nadando, o carro não passa. Tem que vir a pé de casa até a avenida para pegar um carro e assim ir para o hospital. Toda semana eu tenho que fazer consulta". Pessoas usando barcos para sair de casa no bairro Senador Hélio Campos, em Boa Vista Reprodução/Redes sociais "Dá só uma chuvinha dessa e a gente fica nessa situação. A água está dando no meio da perna. As casas aqui estão todas alagadas. Dentro da minha casa, a água está dando quase um metro, tem um muro alto lá que já está coberto de água", relata João Nascimento. Para ele, o que revolta é que a avenida nas proximidades da travessa foi reformada recentemente. Ele cobra que haja uma atenção não só às grandes avenidas, mas à todas as ruas da cidade. "Aqui parece que a prefeitura só vê as avenidas. As travessas ninguém asfalta, ninguém cuida. Eu queria que fosse feito uma rua aqui nesse pedaço que a gente mora. Moramos aqui há um bocado de tempo, mais de 20 anos, nunca asfaltaram". João Nascimento, 61 anos, aposentado, saindo de sua casa de bicicleta Caíque Rodrigues/g1 RR Na travessa Francisco Sales Vieira, no bairro Santa Luzia, a situação não é diferente. Em um beco próximo a um igarapé, a água acumulou por conta da sujeira. De acordo com o autônomo Marcelo Ricardo, de 29 anos, a calçada mal planejada é o que causa o alagamento. "Aqui atinge os moradores, as crianças brincam aqui, isso causa doença! Já foi chamada a prefeitura, só tamparam o buraco aqui, mas não fizeram a obra que devia ser feita, que é a drenagem da rua". Marcelo relata que mora na travessa há mais de 10 anos e a situação é constante no período chuvoso. A casa dele foi construída em um nível mais alto já pensando nos alagamentos da via. "Eu espero que seja feita uma obra para sanar essa situação. Eu moro aqui já tem mais de 10 anos e sempre foi assim, nunca foi resolvido. Foi feito o asfalto, mas só que não resolveu o problema da água". Travessa Francisco Sales Vieira, no bairro Santa Luzía em Boa Vista Caíque Rodrigues/g1 RR Outros alagamentos O bairro Cidade Satélite também foi um dos mais afetados pelas enchentes em Boa Vista. Em uma das ruas que -- ironicamente -- se chama Aquário, os moradores precisam lidar com grandes alagamentos na via. De acordo com a moradora da rua, a autônoma Salete Brito, de 45 anos, os problemas com alagamentos começaram após obras em bueiros na via em 2019. "Aqui alaga muito, a água sobe e tudo fica coberto. Não alagava antes, depois que mexeram, esse quarteirão inteiro fica alagado em época de chuva, de maio a agosto mais ou menos. Em 2020, alagou que entrou quase um metro de água na minha casa. Nós perdemos guarda-roupa, móveis", detalha a moradora. "É constante, toda a vez que chove é isso. A noite a gente não dorme direito com medo de alagar. É no mínimo irônico isso acontecer justo na rua Aquário". Alagamentos na rua Aquário ocorrem desde 2019. Caíque Rodrigues/g1 Já na travessa Ursa Maior, também no bairro Cidade Satélite, o pedreiro Nonato de Souza afirmou moram pelo menos 43 famílias que estão sofrendo com os transtornos causados pelas chuvas. "Vivemos há seis anos esta mesma situação. Não é somente nesta rua, mas nas ruas próximas também. Todo inverno é essa agonia", diz Nonato. Travessa Ursa Maior no Cidade Satélite, zona Oeste Arquivo pessoal Já no bairro Jardim Olímpico, uma ponte ficou com a estrutura comprometida após as fortes chuvas da madrugada dessa quinta-feira (19). O acesso fica na rua JT-10, no igarapé Wai. Além dessa ponte, outras duas, também no Jardim Olímpico, transbordaram, segundo o social media Leandro de Sousa, de 21 anos, que é morador do bairro. O jovem afirmou que a ponte da rua JT-10 foi a que ficou em pior situação. Além disso, a estrutura era a única passagem de ônibus para a região. "A água arrastou as duas vigas de sustentação da parte de cima e 'amoleceu' as do meio, e arrastou as madeiras. Tentei passar por lá e estava tudo solto", disse Leandro. As fortes chuvas também deixaram as ruas do bairro de baixo d'água. Imagens feitas por Leandro mostram ruas alagadas, fortes correntezas passando pelas vias e calçadas completamente debaixo d'água. Imagens mostram ruas do bairro Jardim Olímpico completamente alagadas Arquivo Pessoal/Leandro de Sousa Ainda de acordo com Leandro, não foi a primeira vez que o igarapé da ponte transbordou. A estrutura existe há mais de 20 anos. De acordo com ele, a correnteza sempre arrasta o único acesso de transporte público do bairro. Chuvas em Roraima De acordo com o Inmet, Roraima está com alerta amarelo, que indica chuvas intensas e perigo em potencial. Um idoso chegou a morrer após uma parte do forro do Hospital Geral de Roraima (HGR) cair em um leito com paciente por conta das chuvas. O caso ocorreu no Trauma da unidade, na área do Pronto Atendimento Airton Rocha (PAAR). Em outros municípios, a chuva também abriu uma cratera na BR-210, entre os municípios de São João da Baliza e Caroebe, no Sul de Roraima. Além disso, um trecho da ponte de madeira sobre o rio Cauamé, na região do Taiano, em Alto Alegre, Norte de Roraima, quebrou durante a travessia de um caminhão. Ninguém ficou ferido. Moradores precisam lidar com a água no bairro Senador Hélio Campos, em Boa Vista Caíque Rodrigues/g1 RR O que diz a Prefeitura de Boa Vista Sobre bairros Senador Hélio Campos e Santa Luzia Boa Vista é uma região que abrange muitos lagos e conta também com uma topografia muito plana, o que compromete o escoamento da água. As equipes da Patrulha da Chuva e Defesa Civil Municipal estão nas ruas acompanhando a situação em todos os bairros, incluindo Senador Hélio Campos e Santa Luzia, e atendendo aos chamados da Central 156. A prefeitura ressalta que nos últimos nove anos, a gestão municipal tem investido muito na infraestrutura do bairro Senador Hélio Campos. Foram 25,74 km de drenagem e 43,63 km de pavimentação, além de 8 km de recapeamento, 88,88 km de calçadas e 4,55 km de meio-fio. No entanto, o Senador Hélio Campos é um bairro que possui muitos lagos, e nesse período de chuvas, é natural que ocorra o transbordamento dos lagos e igarapés, dificultando esse escoamento. O Santa Luzia recebeu 2,35 km de drenagem, 4,43 km de pavimentação e 10,65 km de calçadas. A gestão trabalha para ampliar esses serviços, e incluir novas vias dos bairros em projetos, mas para isso, o município depende também de recursos do Governo Federal, através de emendas parlamentares. Mesmo Boa Vista com 70% da população do Estado, não há emendas parlamentares dos 3 senadores com mandato atual, destinados à capital por exemplo, para nenhuma área, desde 2019. Tanto o bairro Senador Hélio Campos como Santa Luzia, estão sendo monitorados pelas equipes, que estão reforçando a limpeza em vários pontos dos bairros. No entanto, é fundamental que a população também faça a sua parte evitando jogar lixos em via pública, pois prejudica o escoamento das águas das chuvas, entope bueiros e causa alagamentos. Leia outras notícias do estado no g1 Roraima.

O seletivo, que será aplicado em etapa única, é composto por 60 questões objetivas de múltipla escolha e uma produção textual. Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) Foto: Divulgação/Redes Sociais As provas do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (PAES 2022), para preenchimento de vagas da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), serão aplicadas neste domingo (22). Ao todo, 40.240 candidatos se inscreveram no seletivo, e entre os cursos mais concorridos neste vestibular estão: Curso de Formação de Oficiais Polícia Militar - Feminino, com 180,57 candidatas por vaga; Curso de Medicina – Campus Caxias, com 150,55 candidatos por vaga. As provas do PAES 2022 serão realizadas das 13h às 18h deste domingo, com 5 horas de duração, em 20 cidades onde tem campi da UEMA e nas três cidades onde tem UEMASUL. A UEMA destaca que os candidatos devem comparecer aos locais de prova com, no mínimo, uma hora de antecedência. No dia da prova, é obrigatória apresentação de um documento de identificação original com foto. O seletivo, que será aplicado em etapa única, é composto por 60 questões objetivas de múltipla escolha e uma produção textual. O acesso à confirmação de inscrição com a informação do local de prova já está disponível. Confira o passo a passo para obter o cartão de confirmação de inscrição: Acesse: paes.uema.br; Clique em confirmação de inscrição; Faça login com seu CPF e número de inscrição.

Artista estava com a filha e a esposa quando foi abordado por três homens. Ninguém foi preso. Rafael Barreto estava com a família quando foi assaltado em Salvador Redes sociais O cantor da banda Jammil, Rafael Barreto, teve o carro roubado, na noite de sexta-feira (20), no bairro de Itapuã, em Salvador. Rafael estava acompanhando da esposa e da filha no momento da ação dos suspeito. O cantor e a família chegavam na casa de amigos em Itapuã, quando foram abordados por três homens armados, nas proximidades de um restaurante. "Foi uma situação bem apavorante", descreveu o cantor. Ninguém ficou ferido. De acordo com a Polícia Civil, o caso foi registrado na Delegacia de Repressão a Furto e Roubo de Veículos. Além do veículo, dois celulares, cartões e documentos de Rafael e da esposa também foram levados. Cantor e a família foram roubados em Itapuã Acervo pessoal Ainda segundo a polícia, diligências serão realizadas para tentar identificar e localizar os suspeitos. Até o momento ninguém foi preso. Veja mais notícias do estado em g1 Bahia. Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻 Ouça 'Eu Te Explico' 🎙